Eficiência

UPS. Como poupar combustível? Não virar à esquerda.

A UPS chegou à conclusão que o caminho mais curto nem sempre é o mais eficiente. Por isso adotou a regra de não virar à esquerda, sempre que possível.

A UPS, uma das maiores empresas de logística mundiais, tem, nos EUA apenas, uma frota superior a 108 mil veículos, que compreendem automóveis, carrinhas, motas e os icónicos camiões de entregas da empresa.

A gestão da imensa frota originou uma série de medidas otimizadoras — não só para maior rapidez e eficiência nas entregas como para manter os custos operacionais controlados. A mais estranha destas medidas foi a introduzida em 2004 de: evitar virar à esquerda o máximo possível como é que é?

Contra toda a lógica

As razões por detrás desta medida, aparentemente absurda, resulta das observações da UPS. Após 2001, com a chegada de sistemas de tracking superiores, a empresa começou a analisar com mais pormenor a “performance” dos seus camiões de entrega quando em serviço.

E a constatação mais óbvia por parte dos engenheiros da UPS é que o virar à esquerda — nos inúmeros cruzamentos ou entroncamentos numa grande metrópole — era o principal fator contra a eficiência que procuravam. Virar à esquerda, atravessando uma via com trânsito de sentido oposto, desperdiçava demasiado tempo e combustível e, pior, levava a um elevado número de acidentes. 

Eu consigo ver alguns de vocês a sorrir, e eu sei o que vocês estão a pensar. Mas resulta realmente.

Diretor executivo da UPS
Camião UPS
Virar à direita (quase) sempre

As rotas foram alteradas. Sempre que possível, virar à esquerda seria evitado, mesmo significando um trajeto mais longo. Virar à direita passaria a ser a regra para definir todas as rotas — atualmente, a UPS estima que apenas 10% das mudanças de direção são para a esquerda.

Os resultados

Os resultados não se fizeram esperar. O número de acidentes e as probabilidades de tal acontecer diminuíram, assim como os atrasos devidos ao tempo perdido em entroncamentos e cruzamentos para virar à esquerda, seja por esperar um intervalo no trânsito, seja por semáforos — o que levou também a um menor desperdício de combustível.

De tal forma foi o sucesso desta medida que permitiu retirar cerca de 1100 camiões de entregas, dos mais de 91 mil que coloca diariamente na estrada. A UPS passou a entregar mais 350 mil encomendas anualmente, ao mesmo tempo poupando mais de 11 milhões de litros de combustível e emitindo menos 20 mil toneladas de CO2, no total das medidas aplicadas.

E apesar de algumas rotas terem ficado mais longas, com menos camiões em circulação, permitiu reduzir a distância total percorrida pelos veículos da empresa em cerca de 46 milhões de quilómetros anualmente. Eficiência acima de tudo.

Até os Mythbusters testaram

A estranheza da solução torna-a pouco credível para muitos. Talvez a razão por ter sido testada pelos conhecidos Mythbusters. E os resultados obtidos pela UPS foram confirmados pelos Mythbusters — só virando à direita, e apesar da maior distância percorrida, permitiu poupar combustível. No entanto, também demoraram mais tempo — talvez por terem sido mais intransigentes na aplicação da regra que a própria UPS.

Nota: Naturalmente, nos países que se conduz do lado esquerdo, inverte-se a regra — evitar virar à direita.

Sabes responder a esta?
O Toyota Gazoo GR Super Sport Concept deriva do…
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Toyota Gazoo GR Super Sport Concept. De Le Mans para a estrada.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos