Emoções

Segundo a Ford, conduzir um desportivo é melhor que beijar

Do ranking das atividades de maior adrenalina, a Ford diz que conduzir um automóvel desportivo, permite os melhores momentos de emoção.

Esquece momentos românticos, jantar fora ou ver futebol. As mais recentes investigações revelam que conduzir um carro desportivo é muito mais… emocionante! Será?

Os momentos de emotividade, denominados de “buzz moments”, são picos de emoções que contribuem de forma fundamental para o nosso bem estar e realização emocional.

Como momentos capazes de nos proporcionar estes “buzz moments” estão o desfrutar de um beijo apaixonado, assistir a um jogo de futebol, ou andar numa montanha-russa, entre outros. De todos, apenas este último consegue ser mais forte do que a emoção de conduzir um desportivo no quotidiano.

 Como é que a Ford chegou a esta conclusão?

Trabalhando em conjunto com neurocientistas e designers, a Ford desenvolveu o Ford Performance Buzz Car. O protótipo único e exclusivo do Ford Focus RS está dotado de tecnologias inteligentes, que recriam, em tempo real, as emoções do condutor do lado de fora do carro.

ford buzz moments

Uma montanha-russa pode ser boa para uma emotividade momentânea, mas não dá para nos levar até ao trabalho todos os dias. Este estudo mostra como a condução de um carro desportivo é muito mais do que ir do ponto A ao ponto B, podendo mesmo ser uma parte fundamental das nossas rotinas diárias de bem-estar

Dr. Harry Witchel, Professor de Fisiologia e Especialista em Comunicação Não Verbal

O Buzz Car, como o apelidou a Ford, foi concebido em conjunto com a Designworks. Foram precisas 1400 horas de mão de obra, desde a conceção, design, instalação, desenvolvimento e programação do software que permite ao protótipo reagir às emoções registadas pelo condutor através de sensores.

E ESTE? Chapéus há muitos, mas como este da Ford… nem por isso.

O sistema analisa cada “buzz moment” através de um sistema de “Inteligência Artificial (IA) emotiva” desenvolvido pela Sensum, uma das empresas líderes em tecnologia de empatia – produz uma animação de emotividade ao longo de cerca de 200 000 luzes LED integradas no carro, que possui 82 visores com 188 416 luzes LED acessíveis individualmente.

Os investigadores do Centro de Pesquisa e Inovação Ford em Aachen (Alemanha) estão já a estudar formas de os veículos entenderem e responderem melhor aos níveis de emotividade dos condutores. Integrando o projeto ADAS&ME, financiado pela União Europeia (UE), os especialistas da Ford estão a desenvolver pesquisas para que venha a ser possível, um dia, os sistemas de bordo de um veículo entender as nossas emoções ou estado emotivo, bem como os níveis de stress, distração e fadiga, desencadeando alertas e avisos ou mesmo assumindo o controlo da viatura em situações de emergência.

Sabes responder a esta?
Qual o novo método, considerado pelo Governo, para o combate ao excesso de velocidade?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Governo pondera usar helicópteros no combate ao excesso de velocidade

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos