Motores

Renault lança novo motor Energy TCe com tecnologia do Nissan GT-R

Fruto da aliança do Grupo Renault com a Daimler, acaba de chegar o novo motor Energy TCe, com 1.3 litros turbo e injeção direta a gasolina.

A Renault deu a conhecer muito recentemente um novo bloco 1.3 litros turbo de injeção direta a gasolina. O novo bloco Energy TCe é resultado da aliança do Grupo Renault com a Daimler e chega com três níveis de potência.

O objetivo, para além de aumentar o prazer de condução foi, como não podia deixar de ser nesta altura, a redução de consumos e emissões poluentes. Segundo a marca, o desempenho, os consumos e as emissões, irão revolucionar o mercado.

Para já, o novo bloco irá estar disponível nos modelos Scénic e Grand Scénic, extendendo-se a outros modelos do grupo mais tarde durante o ano de 2018.

O novo motor Energy TCe vai estar disponível com 115 cv e transmissão manual, e 140 cv ou 160 cv com transmissão manual ou automática EDC.

 

O novo motor a gasolina incorpora toda a experiência dos engenheiros do Grupo Renault, da Aliança e do nosso parceiro Daimler, respeitando os padrões de qualidade das empresas e já tendo realizado mais de 40000 horas de testes. Em comparação com o Energy TCe 130, o novo Energy TCe 140 oferece mais 35 Nm de binário, que fica também disponível numa faixa de utilização mais ampla, agora entre as 1500 rpm e as 3500 rpm

Phillippe Brunet, Vice Presidente Global do Departamento de Motorização e Veículos Elétricos.

Tecnicamente, o novo motor incorpora diversas inovações recentemente desenvolvidas pela Aliança, como o “Bore Spray Coating”, uma tecnologia de revestimento dos cilindros usada no motor do Nissan GT-R, que melhora a eficiência, através da redução do atrito e otimização da transferência de calor.

RELACIONADO: Chegou o Grand Scénic Hybrid Assist. O primeiro híbrido da Renault

Importante também foi o aumento da pressão da injeção direta de combustível, em 250 bar, tal como o desenho específico da câmara de combustão, que otimiza a mistura de combustível/ar.

Além disso, a tecnologia “Dual Variable Timing Camshaft” controla as válvulas de admissão e de escape de acordo com a carga do motor. O resultado expressa-se num maior binário a baixas rotações e num binário mais linear em rotações mais elevadas.

Sabes responder a esta?
O que significa EDC nos modelos Renault?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

ASC, DSC, ESC, TCS, DTC… sabes o que significam todas estas siglas?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos