Video

Honda Civic. Todas as gerações em 60 segundos

O Honda Civic habita as estradas desde 1972 e já conheceu 10 gerações. Conhece as principais evoluções da carroçaria hatchback ao longo dos tempos.

O Honda Civic carece de apresentações — é um dos pilares da Honda desde a década de 70. Desde a sua apresentação em 1972, não parou de evoluir e crescer. É esse crescimento o que mais se destaca no filme, que mostra em 60 segundos a evolução do primeiro até ao mais recente dos Civic (só os hatchback, de dois volumes) na sua versão Type-R.

O primeiro Civic

O primeiro Honda Civic era um carro 100% novo e tomava o lugar do pequeno N600, uma versão do kei car N360 destinada aos mercados internacionais como a Europa e os EUA. Quase que podíamos dizer que o novo Civic era duas vezes o carro que era o N600. Cresceu para todos os lados, duplicou o número de lugares, de cilindros e de cubicagem do motor. Permitiu até ao Civic subir de segmento.

Honda Civic 1ª geração

O primeiro Civic trazia uma carroçaria de três portas, um motor de quatro cilindros com 1.2 litros e 60 cv, discos de travão dianteiros e suspensão independente traseira. Entre as opções disponíveis encontrava-se uma caixa automática de duas velocidades e até ar condicionado. As dimensões eram diminutas — é ligeiramente mais curto, mas muito mais estreito e baixo do que um Fiat 500 atual. O peso também é diminuto, à volta dos 680 kg.

O último Civic

Seguir a história das várias gerações do Civic pode ser complexo. Isto porque durante várias gerações, havia modelos distintos dependendo do mercado. E apesar de partilharem entre eles as fundações, os Civic americanos, europeus e japoneses diferiam bastante na forma.

Honda Civic - 10ª geração

Algo que parece ter terminado com a apresentação da geração mais recente do Civic, a décima, apresentada em 2015. Recorre a uma plataforma totalmente nova e apresenta-se com três carroçarias: berlina de dois e três volumes e um coupé, vendido nos EUA. Tal como o primeiro Civic, assistimos ao regresso da suspensão independente traseira, após um interregno de algumas gerações.

Na Europa vem equipado com motores de três e quatro cilindros sobrealimentados, culminando nos 320 cv do 2.0 litros turbo do Civic Type-R, que detém atualmente o recorde de veículo de tração dianteira mais rápido no Nürburgring.

É um dos maiores carros presentes no segmento, ultrapassando os 4,5 metros de comprimento, praticamente um metro mais longo do que o primeiro Civic. É também 30 cm mais largo e 10 cm mais alto, e a distância entre eixos cresceu cerca de meio metro. Naturalmente é também mais pesado — duas vezes mais pesado que a primeira geração.

Apesar do gigantismo e obesidade, o novo Civic (1.0 turbo) apresenta consumos equiparáveis à primeira geração. Sinais dos tempos…

 

Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro Honda Civic a ter uma versão Type-R?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Honda Civic Type R (EK9): o samurai que nunca chegou à Europa

Mais artigos em Notícias