Insólitos

Esta «Pão de Forma» não capotou. Conduz-se mesmo assim…

Aviso: o modelo que vêm na imagem não é uma «Pão de Forma» e também não está a andar sobre o seu lado. As aparências iludem...

Graças à sua popularidade e versatilidade, a Volkswagen Type 2, vulgarmente conhecida como Pão de Forma, é um dos clássicos mais suscetíveis a modificações, umas mais discretas… outras nem por isso. Pelo universo tuning não faltam exemplos de transplantes de motor radicais, como este hot rod com motor 7.7 litros V8 de 586 cv de origem Chevrolet.

Como tal, nesta altura do campeonato, construir uma Pão de Forma verdadeiramente original não é tarefa fácil. Ainda assim, o mecânico Jeff Bloch, conhecido no meio como o Speedycop, quis fazer algo nunca antes feito: uma carrinha que fosse conduzida sobre um dos seus lados… ou pelo menos criar essa ilusão de ótica.

Um verdadeiro 2 em 1

Para chegar a esta transformação radical, que demorou apenas cinco semanas a preparar, Jeff precisou de dois modelos: uma Volkswagen Type 2 T2 de 1976 e um Golf de 1988, ambos altamente modificados, como seria de esperar.

A Pão de Forma foi montada diretamente sobre o Golf em posição lateral, de forma a criar a ilusão de ótica de um modelo a andar sobre o seu lado. A propulsão do conjunto é entregue a um motor 1.8 litros de 16 válvulas com cerca de 120 cv de potência, que permite acelerar até aos 100 km/h em pouco mais de 8.0 segundos e atingir uns respeitáveis 160 km/h de velocidade máxima.

VEJAM TAMBÉM: Volkswagen Eos: de carro de passeio a monstro de 500 cv em três passos

Jeff Bloch ficou conhecido por criar um Chevrolet Camaro «de pernas para o ar» e um pequeno avião convertido para andar em estrada.

Do lado direito do condutor, o mecânico optou por aplicação em vinil, que simula a parte inferior de uma Pão de Forma; a parte dianteira foi modificada de forma a que o condutor tenha visibilidade suficiente para conduzir esta Pão de Forma… perdão, Volkswagen Golf.

De acordo com Jeff Bloch, o carro – batizado de Trippy Tippy Hippy Van – é surpreendentemente dinâmico, mesmo nas curvas apertadas, e até dá para ver a intrigante máquina a andar apenas em duas rodas. Agora sim, podemos dizer que já vimos tudo…

Mais artigos em Notícias