Antevisão

Mercedes-AMG vs BMW M: «Hot Hatch» de 400 cavalos em duelo antecipado

400 cavalos parece ser a nova fasquia para os «hot hatch» germânicos. O Audi RS3 foi o primeiro a atingir essa marca, mas BMW e Mercedes-AMG já têm novas armas a caminho.

Hot hatch, quem os viu e quem os vê. Hoje em dia, o excesso parece ser a palavra de ordem – e não, não nos estamos a queixar... A guerra de potência que assistimos nos segmentos mais elevados parece ter “infectado” o grupo dos pequenos familiares nos últimos anos.

E haverá fim à vista para esta guerra? É claro que não. Se a bitola hoje em dia parece estar perto dos 300 cavalos, acima deste patamar já existem criaturas com níveis de performance que, não faz assim tanto tempo, só eram alcançados por verdadeiros desportivos e até superdesportivos. Uma guerra de potência alimentada pelos construtores premium alemães, que se degladiam entre eles pelo direito de se gabarem das suas «máquinas».

400 cavalos: a nova fronteira

E nesse campo, a Audi pode «esfregar na cara» da concorrência, sobretudo a doméstica, de ter apresentado o primeiro hot hatch com 400 cavalos. Equipado com o impressionante cinco cilindros em linha de 2.5 litros turbo, o Audi RS3 tem performances avassaladoras. Escassos 4.1 segundos permite-lhe acelerar dos 0 aos 100 km/h e, opcionalmente, a sua velocidade máxima pode subir dos limitados 250 km/h até aos 280 km/h.

Audi RS3

Como seria de esperar, os seus rivais de sempre, a Mercedes-Benz e a BMW, não vão ficar de braços cruzados. Ambas preparam-se para substituir os seus modelos de acesso, Classe A e Série 1, que, naturalmente, terão versões desportivas que substituirão o Mercedes-AMG A 45 4MATIC e o BMW M140i.

Até à chegada do novo Audi RS3, o Mercedes-AMG A 45 foi o rei da potência no segmento. O seu motor de quatro cilindros, apesar de ter apenas 2.0 litros, debitava 381 cavalos, garantido 190 cavalos por litro. O seu sucessor, denominado internamente de “o Predador”, pretende elevar a fasquia.

Mercedes-AMG A45 4MATIC

Com apresentação prevista para 2019, o futuro A 45 deverá ter pelo menos 400 cavalos – 200 cavalos por litro, extraídos de uma evolução do motor atual, o M133. Segundo os últimos rumores, o motor de combustão poderá ser associado a um motor elétrico, tudo assistido por um sistema de 48 volts, possibilitando a presença de um turbo de accionamento elétrico.

Assente na segunda geração da plataforma MFA, a outra novidade passará pela adopção de uma nova caixa de dupla embraiagem com nove velocidades, que transmitirá às quatro rodas tudo o que o motor, ou motores, têm para dar.

A revisão do motor, transmissão e chassis deverá permitir ao futuro Mercedes-AMG A 45 quebrar a barreira dos 4.0 segundos na aceleração até aos 100 km/h.

BMW radicaliza Série 1, tornando-o igual aos rivais

Já aqui reportámos a mudança radical que assistiremos no sucessor do atual Série 1. Adeus tração traseira, olá tração dianteira.

E como seria de esperar, esta mudança essencial, filosófica até, afetará o sucessor do M140i, a versão mais desportiva do Série 1. Também esperado para 2019, o novo Série 1 recorrerá à base UKL, que além de equipar todos os Mini, também já faz parte dos BMW de tração dianteira: X1, Série 2 Active Tourer e Série 2 Gran Tourer.

A mudança de arquitetura implica um reposicionamento do motor – de longitudinal para transversal -, que impede o sucessor do M140i de recorrer a um bloco de seis cilindros em linha. Ou seja, a futura versão desportiva do Série 1 não irá diferir muito do seu arquirrival Mercedes-AMG A 45 4MATIC. A arquitetura base é a de um tração dianteira, com motor dianteiro em posição transversal.

Os rumores apontam, tal como no A 45, que seja usado um motor de 2.0 litros com quatro cilindros em linha, devendo atingir os 400 cavalos. Acoplado a este motor deveremos encontrar uma caixa automática de oito velocidades que transmitirá às quatro rodas todos os equídeos do motor.

Agora que ambos os modelos se aproximarão um do outro, tanto no que toca à arquitetura como à mecânica, a expetativa cresce no previsível duelo entre os dois pesos pesados alemães. Qual deles será o melhor?

BMW M140i

 

Sabes responder a esta?
O motor V8 da Mercedes-AMG vai equipar também modelos de que marca?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Aí está. Aston Martin DB11 agora com motor V8 da Mercedes-AMG

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos