Hipercarros

O que é que o Aston Martin Valkyrie tem a ver com um Fórmula 1? Tudo.

Do casamento entre a Aston Martin e a Red Bull nasceu o Valkyrie, descrito como uma espécie de McLaren F1 para as gerações futuras. Veremos...

Depois de vários meses de especulação, a Aston Martin e a Red Bull apresentaram em Genebra aquela que promete ser a nova referência no mundo dos supercarros: o Aston Martin Valkyrie.

Para lá do nome divino, que dá continuidade à tradição dos automóveis começados por “V” da marca britânica, o Valkyrie recorre à tecnologia da proveniente da Fórmula 1 – Adrian Newey, diretor técnico da Red Bull Racing, foi um dos envolvidos no projeto.

As ligações à prova rainha do automobilismo começam logo pelo motor. No coração do Valkyrie mora um bloco 6.5 litros V12 atmosférico com cerca de 1000 cavalos de potência, desenvolvido em estreita colaboração com a Cosworth. O motor de combustão trabalha em conjunto com uma unidade elétrica desenvolvida pela empresa croata Rimac.

Aston Martin Valkyrie
© Razão Automóvel | O Aston Martin Valkyrie foi o centro das atenções no stand da marca britânica em Genebra.

 

Tal como nos monolugares da Fórmula 1, em vez de discos de travão metálicos encontramos discos em fibra de carbono, um material mais leve (pesam cerca de 1.5 kg), mais resistente e dissipador de calor – embora a temperatura ideal seja de 650º C, estes discos podem atingir picos superiores a 1200º C. Todo o sistema de travagem é fruto da parceria entre a Alcon e a Surface Transforms.

VÍDEO Aston Martin Vulcan. Uma «erupção» no Circuito da Américas

Outra das particularidades do Aston Martin Valkyrie é a posição de condução, com as pernas quase ao nível dos ombros. Antes de receberem o carro, os futuros proprietários do desportivo serão obrigados a fazer uma digitalização a três dimensões do seu corpo, de forma a adaptar o banco às características físicas de cada condutor, tal como é feito na Fórmula 1. É proibido engordar…

De resto, o peso foi também uma das prioridades – uma vez mais, tal como nos Fórmula 1. A Aston Martin aponta para um peso final de 1000 kg o que, a concretizar-se, significará uma relação peso-potência perfeita: com 1 cv para cada quilo de peso.

O Valkyrie está limitado às 150 unidades, que se dividem entre modelos de estrada e de competição, e que vão estar disponíveis em 2019. Todos os exemplares já foram vendidos.

Sabes responder a esta?
O Aston Martin DB11 vai receber um motor V8 proveniente de uma marca alemã. Qual delas?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Aston Martin DB11 recebe motor V8 da Mercedes-AMG

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos