Jaguar F-TYPE ganha um novo motor de quatro cilindros

A Jaguar acaba de reforçar a gama F-TYPE com um motor turbo a gasolina de quatro cilindros. Esta nova versão de entrada já tem preços para Portugal.

A Jaguar descreve-o como o modelo da marca “mais dinâmico, desportivo e centrado na performance de sempre”. Descrição aplicada não à nova versão da gama, mas à edição exclusiva 400 Sport que se destacava no topo da gama F-TYPE (sem contar com as versões R e SVR) pelos seus 400 cv de potência. A nova versão, por outro lado, destaca-se e surpreende pela escolha de uma motorização de apenas quatro cilindros.

Guerra declarada ao Porsche 718 Cayman

Como introduzir um motor de quatro cilindros sem desvirtuar a essência de um verdadeiro F-TYPE? Terá sido este o desafio proposto aos engenheiros da Jaguar e estes responderam com o motor de quatro cilindros mais potente de sempre da marca britânica.

Tal como fez a Porsche com o 718 Cayman, a Jaguar não se coibiu de adotar uma mecânica turbo de quatro cilindros. O novo motor Ingenium tem 2.0 litros, 300 cv e 400 Nm, o que equivale à maior potência específica de qualquer motor na gama: 150 cv por litro. Nesta versão, com a caixa Quickshift (automática) de oito velocidades, as acelerações dos 0 a 100 km/h cumprem-se em 5,7 segundos, antes de atingir uma velocidade máxima de 249 km/h.

Impressiona quando verificamos que o tempo dos 0 aos 100 km/h é exactamente o mesmo que o do V6 (com caixa manual) que tem mais 40 cavalos. Sem surpresa, esta é também a versão mais eficiente da gama, com uma melhoria superior a 16 % no consumo de combustível em relação ao V6 e emissões de CO2 de 163 g/km no ciclo europeu combinado.

VEJAM TAMBÉM: Michelle Rodriguez a 323 km/h no novo Jaguar F-Type SVR

Além disso, o novo motor contribui para uma redução de 52 kg no peso do carro, a maior parte deles no eixo dianteiro. A frente mais leve permitiu uma melhor distribuição de pesos, alcançando agora uns perfeitos 50/50. Obrigou, naturalmente, a rever a calibração da suspensão, assim como a direcção eletricamente assistida. Segundo a Jaguar, a perca de peso, e sobretudo, onde este foi perdido, incrementou os níveis de agilidade do desportivo da marca do felino.

A traseira do novo F-TYPE de quatro cilindros integra uma única ponteira de escape, que o distingue das ponteiras centrais duplas e quádruplas das versões V6 e V8, tal como as jantes de 18 polegadas. De resto, em termos estéticos, destaque apenas para os para-choques redesenhados, faróis exclusivos em LED, sistema de infoentretenimento Touch Pro e os novos acabamentos em alumínio no interior.

“Introduzir o nosso avançado motor de quatro cilindros no F-TYPE criou um veículo com o seu próprio carácter. A performance é extraordinária para um motor desta capacidade e é equilibrada com a redução do consumo de combustível e um preço mais acessível, que permitem tornar a experiência F-TYPE mais acessível do que nunca.”

Ian Hoban, responsável pela linha de produção do Jaguar F-Type

O novo F-TYPE já está disponível em Portugal desde 75.473 € na versão descapotável e 68.323 € na variante coupé. Como nota final, são praticamente 23 mil euros de diferença para o F-TYPE 3.0 V6 de 340 cavalos com caixa automática.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Os mais vistos