Mercado

EMEL vai poder bloquear automóveis através da centralina

Más notícias para quem abusa do estacionamento na cidade de Lisboa: a partir da próxima segunda-feira começam os primeiros bloqueios eletrónicos. A tecnologia chegará a outras cidades portuguesas ainda este ano.

No início do ano passado a EMEL (Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa) lançou a aplicação ePark, que permite aos condutores pagar o estacionamento nos espaços geridos pela empresa através do telemóvel. Ainda assim, há quem continue a estacionar indevidamente.

Para facilitar o trabalho dos funcionários e a celeridade no bloqueio de viaturas, a EMEL vai introduzir mais uma novidade na forma como é fiscalizado o estacionamento na capital.

O tradicional bloqueador de roda tem os dias contados

A partir da próxima segunda feira todos os veículos posteriores a 2006 vão poder ser bloqueados eletronicamente através de um sinal enviado para a centralina, graças a um sistema de última geração adquirido pela EMEL no final do ano passado e que está pronto para iniciar a primeira fase de testes.

O investimento inicial, de 2 milhões de euros, é segundo a empresa “mais do que justificado”, tendo em conta que este novo sistema vai permitir o bloqueio imediato da viatura logo após expirar o período pago pelo utilizador e sem necessidade de aguardar pela «brigada de bloqueio».

Nesta fase inicial, a EMEL irá utilizar em Lisboa 38 equipamentos deste tipo, prevendo-se que em Março de 2018 todos os funcionários estejam equipados com esta tecnologia.

Três métodos de desbloqueio, sendo um deles gratuito.

Para desbloquear o carro passam a existir agora três possibilidades. A primeira é através da aplicação ePark, com pagamento através do serviço Paypal ou referência multibanco. Em alternativa, o pagamento pode ser efetuado através do número 700 120 120: esta chamada de valor acrescentado terá o valor de 120 € (custo para desbloquear).

Por último e sem qualquer custo, o desbloqueio pode ser realizado através da partilha deste artigo nas redes sociais, sendo obrigatória  uma partilha acompanhada das hashtags #felizdiadasmentiras e #razaoautomovel.

Feliz Dia das Mentiras 😉

Mais artigos em Notícias