Salão de Genebra 2017

Novo Range Rover Velar. O mais «estradista» e o mais belo?

O Range Rover Velar será o SUV mais bonito de Genebra? A julgar pela quantidade de jornalistas que atraiu, a resposta é "sim".

Podemos confirmar que se não é o mais belo, será, sem dúvida, um dos principais candidatos ao título. Dizemos isto depois de termos visto o novo Range Rover Velar ao vivo e a cores.

Segundo a marca, este SUV é o início de uma nova era estilística para a Range Rover, a primeira evolução das premissas visuais estabelecidas pelo Evoque.

Com uma estética tendencialmente minimalista, tanto por dentro como por fora, apelidada de Reductionism, o Velar é também o Range Rover mais vocacionado de sempre para o asfalto.

Estradista por natureza

Em termos de base, o Velar partilha a arquitetura e o recurso intensivo ao alumínio com o Jaguar F-Pace. Sem dúvida um bom ponto de partida para conseguir a performance necessária em estrada. A distância entre eixos é idêntica em ambos (2.87 m), mas o Velar é mais comprido.

Em termos comparativos, o Velar é apenas 5 cm mais curto (4.80m) que o Range Rover Sport e 11.5 cm mais baixo (1.66 m). Segundo os responsáveis pelo seu desenvolvimento, o Velar será mais ágil do que qualquer outra proposta da marca.

As capacidades fora de estrada não foram esquecidas. Todos os Velar recorrem a um sistema de tração integral – os já conhecidos sistemas Terrain Response 2 e All-Terrain Progress Control (ATPC). A distância ao solo, com suspensão pneumática, atinge 25.1 centímetros, e a capacidade de vau é de 65 centímetros.

Simplicidade é o novo chique

O interior surpreende pelo ambiente relaxante, luxuoso e sofisticado. Fruto da filosofia Reductionism, a simplicidade aparente deve-se, em parte, à redução do número de botões físicos, com diversas funções concentradas no novo sistema de infoentretenimento Touch Pro Duo.

Um sistema que se caracteriza pela presença de dois ecrãs de alta definição de 10″, com dois botões rotativos configuráveis, que podem assumir diversas funções.

2017 Range Rover Velar interior

Como já mencionámos antes, em alternativa e como opção aos mais comuns interiores revestidos em pele, a Range Rover estreia materiais sustentáveis na forma de tecidos desenvolvidos em conjunto com a Kvadrat, especialista na área. Será que convencerá os seus futuros clientes? Numa primeira avaliação, conseguiu-nos convencer.

Estilo e função

A marca promete colocar o Velar no topo do segmento no que toca a espaço e versatilidade. Como exemplo, a capacidade da bagageira reclama uns generosos 673 litros. E ainda há a possibilidade de rebater os bancos traseiro em secções de 40/20/40.

Outros destaques tecnológicos do Velar incluem as óticas dianteiras Matrix-laser LED e os puxadores destacáveis das portas. Quando não são necessários, eles recolhem, ficando à face da carroçaria. Um pormenor que contribui para o estilo limpo do novo SUV.

Motores para todos os gostos

Em termos de motorizações o Range Rover Velar terá um total de seis motorizações, todas associadas exclusivamente a uma transmissão automática de oito velocidades.

A gama de motorizações começa com os motores Ingenium de dois litros a Diesel, com dois patamares de potência: 180 e 240 cavalos. Continuando na gama Ingenium, mas na versão a gasolina, temos um motor 2.0 litros com 250 cv – futuramente será lançada uma versão com 300 cv.

Acima dos quatro cilindros, encontramos dois V6, um a Diesel e outro a gasolina. Do lado do Diesel, o motor 3.0 litros desenvolve 300 cv, e do lado da gasolina, também com 3.0 litros desenvolve 380 cv. Este último é capaz de levar o Velar até aos 100 km/h em apenas 5.3 segundos.

O novo Range Rover Velar já pode ser encomendado em Portugal. Os preços começam nos 68.212 euros e as primeiras unidades vão ser entregues no final do verão.

Todas as novidades do Salão de Genebra aqui

Mais artigos em Notícias