Apresentação

Frente a frente com o Porsche Panamera mais potente de sempre

O Porsche Panamera Turbo S E-Hybrid não é só o Panamera mais potente de sempre, como é a primeira vez que o topo de gama do modelo alemão é um híbrido.

Não há dúvida que a 87ª edição do Salão de Genebra, que agora começa, tem sido fértil em modelos de elevada potência, mas não é todos os dias que temos a oportunidade de ver de perto uma berlina com 680 cv e 850 Nm, provenientes de uma motorização híbrida.

Estes números fazem do Porsche Panamera Turbo S E-Hybrid o Panamera mais potente de sempre. E, como já tínhamos escrito anteriormente, o primeiro plug-in híbrido a assumir o lugar de topo na gama Panamera.

Especificações avassaladoras

Para atingir estes valores, a Porsche “casou” um motor elétrico de 136 cv ao V8 de 4.0 litros twin turbo e 550 cv do Panamera Turbo. O resultado é uma potência final combinada de 680 cv às 6000 rpm e 850 Nm de binário entre as 1400 e as 5500 rpm, entregue às quatro rodas com os préstimos da caixa de dupla embraiagem PDK de oito velocidades.

No capítulo da performance, os números acompanham: 3.4 segundos dos 0-100 km/h e 7.6 segundos até aos 160 km/h. A velocidade máxima é de 310 km/h. Estes valores são ainda mais impressionantes quando olhamos para a balança e reparamos que este Porsche Panamera Turbo S E-Hybrid acusa mais de 2,3 toneladas de peso (mais 315 kg do que o novo Porsche Panamera Turbo).

O peso adicional justifica-se pela instalação dos componentes necessários à propulsão elétrica. O conjunto de baterias de 14.1 kWh, tal como no 4 E-Hybrid, permite uma autonomia elétrica oficial de até 50 km. O Panamera Turbo S E-Hybrid, consegue assim, não só incrementar as performances do Panamera Turbo, como promete consumos e emissões inferiores.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos