Instinct Concept. O futuro aos olhos da Peugeot

Uma semana depois da estreia oficial no Mobile World Congress, em Barcelona, o novo protótipo da Peugeot exibiu-se em todo o seu esplendor aqui em Genebra.

O Peugeot 3008 até pode ter sido o vencedor do prémio Carro Internacional do Ano 2017, mas não foi certamente o único motivo de interesse no stand da Peugeot no Salão de Genebra.

A marca francesa trouxe até Genebra o seu mais recente protótipo, o Peugeot Instinct Concept. Mais do que antecipar uma possível carrinha de produção, ao estilo shooting brake, trata-se de um exercício de design futurista que nos dá algumas pistas sobre a forma como as tecnologias de condução autónoma poderão ser implementadas nos futuros modelos da Peugeot.

A NÃO PERDER: Opel nas mãos do Grupo PSA

Antecipando um futuro em que não haverá intervenção humana na condução, o Instinct Concept foi feito a pensar no luxo e conforto a bordo. No interior, o sistema i-Cockpit da Peugeot está presente através de um ecrã de 9.7 polegadas.

Dependendo do modo de condução – Drive ou Autonomous – o volante pode ser recolhido no tablier, e a posição dos bancos é automaticamente configurada para uma viagem mais relaxada.

Por fora, para além das formas bastante musculadas que atraíram os jornalistas ao stand da Peugeot, o grande destaque é a assinatura luminosa com luzes LED (à frente e atrás), as câmaras laterais no lugar dos espelhos retrovisores e as «portas suicida».

O Peugeot Instinct Concept recorre a uma motorização híbrida, cujos detalhes são para já desconhecidos, mas que segundo a marca debita um total de 300 cv de potência.


Todas as novidades do Salão de Genebra aqui

Os mais vistos