Alpina B5, um «bimmer» com mais de 600 cv e performance apurada

As versões luxuosas e de filosofia grand tourer do BMW Série 5 preparadas pela Alpina acabam de ser reveladas em Genebra.

Por esta altura, a BMW já estará a ultimar os detalhes do próximo BMW M5 – que deverá ser apresentado no Salão de Frankfurt. Mas enquanto a versão mais «apimentada» do BMW M5 não vê a luz do dia, temos o Alpina B5 para assegurar as honras da casa em Genebra.

A Alpina trouxe a Genebra não um mas sim dois modelos desportivos, baseados na versão berlina e carrinha do BMW Série 5.

LIVEBLOG: Acompanha aqui o Salão de Genebra em direto

 

Os números do Alpina B5

E como seria de esperar, o que não falta aos Alpina B5 é músculo. O modelo da Alpina tem a sua própria versão do V8 biturbo de 4.4 litros da BMW (N63). Os números metem respeito: 608 cv entre as 5750 e 6250 rpm e massivos 800 Nm disponíveis entre as 3000 e 5000 rpm.

Números grandes o suficiente para lançar as mais de duas toneladas (2015 kg) do Alpina B5 até aos 100 km/h em 3.5 segundos e atingir uma velocidade máxima de 330 km/h. A carrinha não fica muito atrás, apesar de ser mais pesada (2120 kg). Necessita de mais 0.1 segundos para atingir os 100 km/h e a velocidade máxima é de 325 km/h. O carro de família ideal, dizemos nós!

A transmissão é efetuada através de uma caixa automática de oito velocidades. Para colocar eficazmente todo os números produzidos pelo V8 no asfalto, a tração é às quatro rodas.

As rodas em si, também são dimensionadas de acordo. As jantes, forjadas, têm 20 polegadas e apresentam o clássico desenho de múltiplos raios da Alpina. Os pneus – da Pirelli específicos para o B5 -, têm à frente as medidas de 255/35 ZR20 e 295/30 ZR20 atrás. Curiosamente, a carrinha tem pneus mais estreitos atrás: 285/30 ZR20.

Outros destaques incluem amortecedores de controlo eletrónico para o melhor compromisso entre conforto e apuro dinâmico e direção no eixo traseiro para superior agilidade e estabilidade.

O interior, tal como o exterior, recebe subtis alterações que o distinguem do BMW série 5. Apontamentos cromáticos e lumínicos, usando o tradicional azul Alpina, podem ser encontrados no interior. Assim como volante com o logótipo da marca, e outros pormenores identificativos do modelo. Personalização é a palavra de ordem, com a possibilidade de cada cliente ter um Alpina B5 totalmente ao seu gosto, no que toca a equipamentos, cores e revestimentos.

Para quem procura uma opção mais económica, a Alpina complementará o B5, em breve, com uma versão Diesel de nome D5. Estima-se que o motor a equipar o D5 derivará do seis cilindros em linha de 3.0 litros da BMW.

Todas as novidades do Salão de Genebra aqui

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos