Alfa Romeo Stelvio. Missão: ser referência dinâmica do segmento

O Alfa Romeo Stelvio está a ser apresentado publicamente em Genebra. É o primeiro SUV da centenária marca italiana (vamos esquecer este, ok?).

As expectativas da marca para o Alfa Romeo Stelvio são elevadas. O objetivo é que garanta resultados para a Alfa como o Cayenne garantiu para a Porsche ou o F-Pace está a garantir para a Jaguar.

O novo Stelvio é, sem margem para dúvidas, a estrela da Alfa Romeo em Genebra. Tanto que está presente em todas as versões conhecidas até à data: versão First Edition (2.0 Turbo e 280 cv), duas versões full extras equipadas com o 2.2 litros Diesel (de 180 cv e 210 cv), uma versão com acessórios da Mopar, e naturalmente, a versão Quadrifoglio com 510 cv extraídos do 2.9 V6 Twin Turbo de origem Ferrari.

LIVEBLOG: Acompanha aqui o Salão de Genebra em direto

O Stelvio bem que podia chamar-se Giulia SUV. É dele que herda os principais elementos visuais, como as óticas rasgadas e o scudetto pronunciado na frente.

Claro que sendo um SUV, a sua carroçaria adota um formato de dois volumes e cresce em altura. São mais 35 mm de distância ao solo e 200 mm de altura de carroçaria, totalizando 1.67 m de altura. Considerando o volume extra da carroçaria, de modo a aligeirar e dinamizar o perfil do Stelvio, o óculo traseiro apresenta uma inclinação bastante pronunciada. Sim, temos que ir buscar o cliché…. quase como um coupé!

Com o Giulia, o Stelvio partilha não só a plataforma como também a distância entre eixos (2.82 m). É, no entanto, mais comprido 44 mm (4.69 m) e mais largo 40 mm (1.90 m) que a berlina.

Mas é na balança que o novo Stelvio se destaca: é o SUV mais leve do segmento. Com 1660 kg (1659 kg para o Diesel), é mais leve que o Jaguar F-Pace e 110 kg mais leve do que o Porsche Macan. Para isso, contribuiu bastante o intensivo recurso ao alumínio na sua construção – entre outros detalhes como o eixo de transmissão em fibra de carbono.

Objetivo: supremacia dinâmica no segmento

Dinamicamente, o Stelvio pretende ser a referência do segmento, sobretudo no devorar de curvas. Até a escolha do nome foi nesse sentido.

É o segundo modelo a derivar da plataforma Giorgio, estreada pelo Giulia, e tudo foi feito para aproximar o Stelvio desta berlina no capítulo dinâmico. Um desafio interessante, já que o H-Point (altura da anca ao solo) do Stelvio é superior em 19 cm ao da berlina.

Tal como a berlina, o Stelvio distribui o seu peso equitativamente pelos dois eixos. Do Giulia herda o esquema de suspensões: duplos triângulos sobrepostos à frente e Alfalink (derivação do esquema multilink) atrás.

Segundo a marca, o Stelvio tem a direção mais direta do segmento e, para já, estará apenas disponível com tração às quatro rodas (existirá uma versão de acesso com apenas duas rodas motrizes). Segundo a Alfa, o sistema Q4 favorece o eixo traseiro. A marca quer garantir uma experiência de condução o mais próxima possível de um tração traseira.

Quanto à oferta de motorizações, há motores para todos os gostos. Na vertente a gasolina do bloco 2.0 litros as potências oscilam entre os 200 e os 280 cv; na vertente a gasóleo haverá duas opções dentro do mesmo bloco 2.2 litros, um com 180 cv e outro com 210 cv. Sem esquecer naturalmente a versão 2.9 litros V6 Turbo com 510 cv (de outro campeonato…).

Vocação familiar

Sendo a proposta familiar do segmento D da Alfa, o volume extra do Stelvio reflete-se no espaço disponível. A capacidade da bagageira é de 525 litros, acessíveis através de um portão de acionamento elétrico.

No interior, a familiaridade é grande, com o painel de instrumentos a parecer decalcado do Giulia. Como não poderia deixar de ser, estão presentes o Alfa DNA (permite optar por três modos de condução) e o sistema de infoentretenimento Alfa Connect.

O Alfa Romeo Stelvio já tem uma versão disponível em Portugal, a First Edition, por 65 mil euros. O 2.2 diesel inicia-se nos 57.200 euros. Não nos é possível ainda confirmar quando chegam os outros Stelvio ao nosso país, ou os seus preços.

Todas as novidades do Salão de Genebra aqui

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos