Chevrolet Camaro ZL1 1LE, um muscle car para devorar curvas em circuito

O Chevrolet Camaro ZL1 1LE é um «muscle car» que não foi pensado só para andar em frente. O pacote 1LE, destinado aos circuitos, que já conhecíamos de outros Camaro, está agora disponível na versão mais potente da gama, o ZL1.

O Camaro ZL1 1LE posiciona-se num dos extremos do universo muscle car – e quanto a nós, no extremos certo. Que extremo é esse? No extremo em que estas máquinas, outrora conhecidas por devorar rectas enormes, otimizadas a 100% para devorar curvas – como os tempos mudaram! O Ford Mustang GT350 e GT350R encontram-se neste grupo.

No extremo oposto existe o Dodge Challenger Hellcat Demon, o monstro que a Dodge tem vindo a revelar aos poucos, com o único objectivo de destruir os tempos na quarter mile (400 metros).

2018 Chevrolet Camaro ZL1 1LE - traseira

A Chevrolet já disponibilizava o pacote 1LE para os restantes Camaro. A novidade passa por disponibilizar este pacote destinado a melhorar a performance do Camaro em circuito ao mais potente ZL1.

Olhando para a ficha técnica deste «americano», até os modelos europeus com ostentam os logótipos das marcas mais conceituadas da indústria têm motivos para ficar preocupados.

Até porque potência é algo que não falta ao ZL1. O V8 LT4, com 6.2 litros de capacidade e compressor volumétrico, debita 659 cavalos e 881 Nm de binário máximo. Se estes números não chegaram para deixar-vos surpreendidos, saibam que este coupé de tracção traseira apenas recorre a uma caixa manual de seis velocidades.

2018 Chevrolet Camaro ZL1 1LE - frente 3/4

Quando comparado com o ZL1, o 1LE anuncia menos 27 kg na balança. Essa redução deve-se a um óculo traseiro mais fino, banco traseiro fixo (não reclinável), e rodas e amortecedores mais leves. Aerodinamicamente a palavra de ordem é downforce.

Percorrendo as imagens desta ZL1 com o olhar é impossível não reparar na enorme asa fixa em fibra de carbono na traseira, e no spoiler e dive planes dianteiros (os apêndices nas extremidades laterais do pára choques). Tudo em nome daquelas centésimas de segundo em pista.

Rodas massivas para colar ao asfalto

As rodas merecem destaque, por vários motivos. Em primeiro lugar, pelas dimensões apresentadas. Não pelas 19 polegadas de diâmetro, mas pela sua largura: 12 polegadas atrás, e generosas 11 polegadas (aproximadamente 280 mm) à frente. Vejam a imagem abaixo…

2018 Chevrolet Camaro ZL1 1LE - pormenor largura pneu dianteiro

Em segundo, por estrearem os novos pneus da Goodyear. Os Eagle F1 Supercar 3R foram desenhados com especificações próprias para o ZL1 1LE, e permitem um aquecimento mais rápido e até 1.1g de aceleração lateral. Apesar da área ocupada pelos novos “sapatos” ter crescido aproximadamente 10% relativamente ao ZL1, o conjunto pneu e jante do ZL1 1LE pesa à volta 1.5 kg menos – mais por menos.

RELACIONADO: Chevrolet Camaro ZL1 faz tempo «canhão» no Nurburgring

Dinamicamente, o Camaro ZL1 1LE dispõe de amortecedores derivados do mundo da competição Multimatic DSSV (Dynamic Suspension Spool Valve), com possibilidade de ajuste em altura na frente. Na traseira, a barra estabilizadora também pode ser ajustada em três parâmetros.

Tudo o que pode ser ajustado foi projectado para ser feito de forma fácil e rápida, permitindo mudar rapidamente entre acertos para o circuito e para estrada.

2018 Chevrolet Camaro ZL1 1LE - topo

Por fim, distinguir o ZL1 do ZL1 1LE, para além da parafernália aerodinâmica, o 1LE acrescenta óticas traseiras com acabamento fumado, um capot preto, e uma frente exclusiva, optimizada para refrigerar melhor o motor.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias