Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Opel Astra recebe novos motores e série OPC Line

A gama Astra começa o ano em força, fruto do renovado leque de motores e da nova linha de equipamento OPC Line (nas imagens).

Apoiando-se no sucesso nacional e internacional da 10ª geração do Opel Astra, a marca alemã estreia em 2017 dois novos motores topo de gama para o seu best-seller: 1.6 Turbo a gasolina com 200 cv e 1.6 BiTurbo CDTI a gasóleo com 160 cv (confere a lista de preços no final do artigo).

Na versão a gasolina, a mais potente da gama, os engenheiros da marca implementaram inúmeras otimizações nos sistemas de admissão e de escape, com o objetivo de reduzir substancialmente os níveis de ruído. Nesta versão, o motor 1.6 Turbo ECOTEC é capaz de debitar 200 cv de potência e um binário de 300 Nm, permitindo ao Astra acelerar dos 0 a 100 km/h em apenas 7,0 segundos, antes de alcançar a velocidade máxima de 235 km/h.

Já na versão Diesel, o principal trunfo do motor 1.6 BiTurbo CDTI é a capacidade de resposta mesmo a partir de regimes muito baixos. Mais que os 160 cv de potência, o destaque vai para o binário máximo de 350 Nm disponível logo às 1 500 rpm.

Estas duas unidades juntam-se assim ao leque das mais recente geração de motorizações da Opel, que inclui ainda o 1.0 Turbo (105 cv), 1.4 Turbo (150 cv), 1.6 CDTI (95 cv), 1.6 CDTI (110 cv) e 1.6 CDTI (136 cv). Mas não é tudo.

OPC Line

A nível estético a Opel propõe agora uma nova série OPC Line, tal como já tínhamos referido (vê aqui), que é um exclusivo no novo 1.6 Turbo e surgirá em opção noutras motorizações. Por fora, esta versão distingue-se pelas novas saias laterais e para-choques dianteiro e traseiro redesenhados, para um aspeto ainda mais baixo e largo. À frente, salta à vista a grelha (que reforça o visual dinâmico) e as lamelas horizontais, que vão buscar o tema à grelha principal. Mais atrás, o para-choques traseiro é mais volumoso que o das restantes versões, e a chapa de matrícula surge inserida numa concavidade mais profunda limitada por linhas vincadas.

Por dentro, como já é habitual nos modelos OPC Line, o forro do tejadilho e dos pilares assume tons mais escuros. A lista de equipamento de série inclui bancos desportivos, sensores de luz e chuva, comutação automática médios/máximos, sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, sistema de alerta de saída de faixa (com correção autónoma da direção) e alerta de colisão dianteira iminente (com travagem autónoma de emergência), entre outros. No que diz respeito ao infoentretenimento e conectividade, os sistemas IntelliLink e Opel OnStar são também de série.

TESTE: Opel Astra Sports Tourer 1.6 CDTI de 110 cv: vence e convence

A linha OPC Line está disponível em dois níveis: o pacote OPC Line I, com para-choques e saias laterais, e o pacote OPC Line II, que acrescenta jantes de 18 polegadas em liga leve e vidros traseiros escurecidos. Em ambas as variantes o habitáculo tem forros a negro no tejadilho e nos pilares, em vez da tradicional tonalidade clara. O primeiro nível estará disponível nas versões de equipamento Dynamic Sport e Innovation, enquanto que o pacote mais completo equipa de série o novo Astra 1.6 Turbo a gasolina, disponível a partir dos 28 260 €.

Confere os preços da gama Astra para Portugal:

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter