Este é o novo Opel Insignia Grand Sport

O novo Opel Insignia Grand Sport estreia um conjunto de novidades que prometem colocá-lo de novo na contenda pela liderança do segmento D.

Tendo em consideração as imagens do novo Opel Insignia Grand Sport, e recuperando a punchline usada pela Opel aquando do lançamento do novo Astra,  é seguro afirmar que estamos perante mais um salto quântico da marca alemã, desta feita no concorrido segmento D.

Do anterior Opel Insignia não sobrou nada, apenas o nome. A marca alemã garante que plataforma é nova, a postura é mais dinâmica, o design mais consensual e os conteúdos tecnológicos de entretenimento e segurança foram reforçados. Estão reunidos todos os ingredientes para o sucesso? Vamos ver.

Por fora tudo muda

Graças ao recurso a materiais mais leves e resistentes à torção (vigas e perfis em aço de alta densidade), a marca do trovão conseguiu emagrecer esta nova geração do Opel Insignia Grand Sport em 175 kg (dependendo da motorização). Graças a esta perda de peso, a nova geração do Insignia vai ganhar uma vantagem nos consumos e emissões, da mesma forma que ganha também uma vertente dinâmica mais apurada e acutilante.

A vertente dinâmica foi inclusivamente uma das preocupações centrais da marca no desenvolvimento do Insignia Gran Sport. Daí que as versões mais potentes possam ser associadas a uma transmissão integral e a uma caixa de automática de 8 velocidades. Tudo em nome da eficácia.

Por fora, são as linhas nitidamente inspiradas no Monza Concept que se destacam.

Face à geração anterior, em termos de comprimento os valores mantiveram-se, mas as restantes medidas mudaram drasticamente. Senão vejamos: o novo Opel Insignia Grand Sport está 29 mm mais baixo, 11 mm mais largo e tem mais 92 mm de distância entre eixos que o seu antecessor. Estas novas proporções também contribuem para o aspeto mais dinâmico desta nova geração.

E porque as formas também têm de obedecer à função, uma das grandes preocupações da equipa da Opel foi criar um perfil altamente aerodinâmico. O resultado foi um coeficiente aerodinâmico de apenas 0,26 Cx.

Mais espaço e tecnologia

O crescimento das quotas exteriores também tiveram réplica no interior. A marca alemã afirma que o Opel Insignia Grand Sport está mais espaçoso em todos os sentidos. Graças ao crescimento da distância entre eixos, o espaço para as pernas dos passageiros no banco traseiro aumentou 25mm, tendo aumentado também em largura e altura. Por seu turno, o volume do porta-bagagens é agora de 490 litros (1450 com os bancos recolhidos).

A apresentação também melhorou substancialmente, principalmente no que diz respeito à consola central. Os inúmeros botões da consola do anterior Insignia deram lugar a uma consola mais estilizada e simples de utilizar.

2017-opel-insignia-grand-sport-14

Em termos de equipamento é de destacar a nova geração de faróis de matriz IntelliLux LED, o alerta de saída de faixa com correção autónoma da direção, os bancos ergonómicos com certificação AGR, o ‘head-up’ display a cores e a câmara 360º. À semelhança dos novos modelos da gama Opel, não podia faltar a mais recente geração do sistema de infoentretimento IntelliLink (compatível com Apple CarPlay e Android Auto) e o “assistente pessoal” Opel OnStar.

Tudo em nome da dinâmica

Porque um bom chassis não é suficiente sem o auxílio dos periféricos corretos, o novo Opel Insignia Grand Sport estreia o novo sistema de vectorização de binário (disponível nas versões de tração integral). Graças a um sistema de diferencial traseiro com embraiagens multidiscos, o Opel Insignia Grand Sport faz variar em tempo real a distribuição de potência às rodas traseiras mediante parâmetros como a posição do volante e do acelerador.

2017-opel-insignia-grand-sport-1

Este sistema é ainda coadjuvado pelo já conhecido chassis FlexRide. Um sistema que faz variar a assistência da direção, a rigidez do amortecimento, a resposta do acelerador, os tempos de mudança da caixa de velocidades e (finalmente…) a intervenção do ESP, em função do modo de condução seleccionado: Standard, Tour e Sport. Estes modos podem ser seleccionados pelo condutor ou em alternativa, podem mudar automaticamente graças ao “Drive Mode Control”. Este novo sistema analisa o comportamento do condutor e altera a afinação do Opel Insignia Grand Sport automaticamente.

Quanto às motorizações, a Opel ainda não divulgou qualquer informação. Mas é de esperar a presença do conhecido bloco Diesel 1.6 CDTI nas variantes de 130 e 160 cv (Bi-turbo), bem como a nova família de motores a gasolina 1.4 Turbo em vários patamares de potência. Mais informações, tais como a data de lançamento em Portugal e a lista de motorizações completa, deverão ser divulgadas antes do Salão de Genebra, em março do próximo ano.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Os mais vistos