Moia, a nova marca da Volkswagen para a mobilidade

A novidade foi revelada esta segunda-feira na conferência TechCrunch Disrupt, em Londres. Moia é o nome da nova marca para a mobilidade da Volkswagen.

O Grupo Volkswagen anunciou hoje a criação de uma nova marca, a sua 13ª, que nasce com o propósito de desenvolver soluções de mobilidade urbana, que poderão passar por uma gama completa de automóveis elétricos, pela condução autónoma e até mesmo pelas soluções de mobilidade partilhada e carsharing.

moia

Moia foi o nome escolhido para esta nova marca que terá sede em Berlim e será chefiada por Ole Harms (em cima, à esquerda), antigo responsável pelos novos negócios e mobilidade da marca alemã. A propósito da conferência TechCrunch Disrupt, Ole Harms revelou quais são os planos da Moia para o futuro:

“Queremos potencializar as capacidades do Grupo Volkswagen e utilizar todas as vantagens tecnológicas – como carros autónomos – para tornar os nossos serviços ainda melhores, mais seguros e mais agradáveis para o cliente. Esse é talvez um dos maiores ativos que temos. Temos planos (e engenheiros) para industrializar os nosso serviços e trazê-los para ao mercado à escala”.

Democratizar a mobilidade

A oferta da Moia vai passar não só pelos serviços mas também por novos automóveis. Sobre o primeiro veículo da marca, Harms avançou quais serão as suas principais características: “entrada especial, diferentes configurações para os bancos, espaço a bordo e uma motorização elétrica”. Tudo características do Volkswagen Budd-e (em baixo), um protótipo apresentado no Consumer Electronics Show 2016 e que poderá ser lançado ainda antes do final da década, quiçá através da Moia.

“No futuro, a nossa frota de veículos elétricos irá contribuir para cidades mais limpas e silenciosas, onde o trânsito não só é mais reduzido mas também distribuído”.

Volkswagen Budd-e

VEJAM TAMBÉM: Grupo Volkswagen quer ter mais de 30 novos modelos elétricos até 2025

Já no início deste ano, a Volkswagen investiu cerca de 280 milhões de euros na Gett, uma empresa que presta serviços de mobilidade em mais de 100 cidades em todo o mundo – em Londres é proprietária de mais de metade dos táxis a circular na cidade. A Gett opera atualmente com mais preponderância no ramo empresarial, mas o objetivo será alargar os seus serviços ao transporte on-demand para desafiar a Uber. A Moia poderá começar a operar em parte da Europa já no próximo ano.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias