Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Nova suspensão da Citroën promete ser um «tapete voador» sobre rodas

A Citroën desvendou os primeiros detalhes da suspensão que irá integrar os próximos modelos da marca.

Historicamente, uma das prioridades da Citroën tem sido sempre o conforto. Para renovar esse compromisso com o conforto, a marca francesa acaba de revelar os primeiros pormenores do protótipo do C4 Cactus – Citroën Advanced Comfort Lab. Que não é mais do que um conjunto de tecnologias focadas em oferecer “um conforto sem paralelo” e “melhorar a experiência de condução” ao filtrar as irregularidades do pavimento de forma mais eficaz.

Na base da tecnologia a que a marca chama de Citroën Advanced Comfort está um revolucionário sistema de suspensões que pela primeira vez conjuga o tradicional conjunto mola/amortecedor (usado em massivamente em toda a indústria) com os suportes hidráulicos típicos da casa francesa. Nos ressaltos ligeiros, os amortecedores controlam os movimentos verticais sem necessidade dos suportes hidráulicos; no caso de ressaltos mais bruscos, os suportes hidráulicos intervêm gradualmente para dissipar a energia, ao contrário dos sistemas convencionais, que devolvem toda essa energia.

A Citroën não poupa elogias a este sistema de suspensões e compara-a a um “tapete voador”. Ainda assim, apesar dos excelentes níveis de conforto esta suspensões deverá ser capaz de oferecer um excelente compromisso em condições de condução desportiva.

A NÃO PERDER: Achas que sabes conduzir? Então este evento é para ti

O Citroën Advanced Comfort Lab conta ainda com uma nova técnica de soldadura e colagem dos painéis que aumenta a rigidez do chassis em 20% sem aumentar o peso total veículo, o que contribui para a redução das vibrações externas. Nos bancos – igualmente importantes – a marca utiliza um material espumoso (semelhante ao dos colchões de “memória”) que se molda individualmente a cada pessoa, mas que é capaz de regressar à sua forma original. Tudo em prol do conforto, garante a Citroën.

Toda esta tecnologia, que levou ao registo de mais de 30 patentes, foi desenvolvida de forma a ser aplicável, “quer a nível financeiro quer do ponto de vista de produção”. A nova suspensão da Citroën será estreada no C4 Picasso, antes de ser implementada na restante gama da marca francesa a partir de 2017.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias