Honda Civic Type R é o «rei dos circuitos europeus»

Durante dois meses, o Honda Civic Type R percorreu cinco circuitos europeus – Silverstone, Spa-Francorchamps, Monza, Estoril e Hungaroring – em busca de se afirmar como líder dos familiares compactos.

Inspirando-se no Honda Civic Type R que registou o melhor tempo no Nürburgring para veículos de tração dianteira – e que foi batido recentemente pelo novo Volkswagen Golf GTI Clubsport S – os engenheiros da marca nipónica levaram um exemplar do desportivo a cinco circuitos europeus. O objetivo foi reforçar a posição do Honda Civic Type R como líder dos familiares compactos de alto desempenho – sem modificações mecânicas, garante a marca.

A aventura começou no passado mês de abril, em Silverstone, onde o desportivo nipónico completou o circuito britânico em 2 minutos e 44 segundos. Não contente com o tempo final, o piloto Matt Neal regressou três semanas depois – já com condições meteorológicas mais favoráveis – e demorou apenas 2 minutos e 31 segundos.

VEJAM TAMBÉM: Audi Offroad Experience arranca no dia 24 de junho

A jornada continuou em maio, no circuito belga Spa-Francorchamps. O piloto Rob Huff conseguiu um tempo de 2 minutos e 56 segundos. O desafio seguinte foi o histórico circuito de Monza, desta feita com o húngaro Norbert Michelisz ao volante. O desportivo nipónico levou apenas 2 minutos e 15 segundos para completar o circuito. Já no nosso tão bem conhecido circuito do Estoril, ao contrário do que estava planeado, acabou por ser Bruno Correia a assumir o volante do Honda Civic Type R, devido ao acidente de Tiago Monteiro numa prova do WTCC poucos dias antes. Contudo, com apenas um dia de treinos, Bruno Correia acabou mesmo por conseguir um tempo recorde de 2 minutos e 4 segundos.

O desafio terminou a 6 de junho no Hungaroring, na Hungria, com o piloto da casa – Norbert Michelisz – a concluir o desafio da melhor forma com um tempo final de 2 minutos e 10 segundos. “Esta é a prova de que a nossa equipa desenvolveu um verdadeiro desportivo de competição para a estrada”, confessou Philip Ross, vice presidente da Honda Motor Europe.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias