Volkswagen Golf GTI Clubsport S: o novo «Rei do Nürburgring»

É o Volkswagen Golf GTI de produção mais radical de sempre. Nesta versão Clubsport S o compacto alemão conseguiu ser mais rápido que o BMW M4 no Nürburgring Nordschleife.

A Volkswagen acaba de apresentar a versão de produção mais hardcore de sempre do Golf: o GTI Clubsport S. Quão hardcore? A marca reclama para si o recorde do Nürburgring,  na categoria carros de tração dianteira, com um tempo «canhão» de 7:49:21. Ou seja, mais rápido que o Honda Civic Type R de 310cv (7:50:63) o anterior detentor do título, e que o todo poderoso BMW M4 de 431cv (7:52)!

RELACIONADO: Conhece o EA211 TSI Evo, a nova jóia da Volkswagen

Como é que o Volkswagen Golf GTI Clubsport S equipado com um motor 2.0 TSI de 310cv conseguiu ser mais rápido do que um BMW M4 com mais 121cv e tração traseira? A resposta está na cura de emagrecimento a que os técnicos da Volkswagen sujeitaram o Clubsport S.

VEJAM TAMBÉM: Miliário russo Viktor Kharitonin detém agora 99% do Nürburgring

Os engenheiros da marca alemã deitaram mãos à obra e foram à procura das «gorduras» escondidas. Os bancos traseiros foram os primeiros a sair, seguindo-se a bateria que foi substituída por uma unidade em lítio, o material para isolamento acústico também tirou férias e o sub-chassi em aço foi trocado por um integralmente fabricado em alumínio. Resultado? O Volkswagen Golf GTI Clubsport S perdeu 30 kg face à versão Clubsport normal.

VW-Golf-Clubsport-S-Nurburgring-1

Colocado em cima da balança o Clubsport S acusou menos de 1.280Kg – alcançando assim uma relação peso/potência de 4.15 kg/cv. Um valor bastante convincente, tendo em consideração a adopção de alguns elementos de segurança como a roll-bar. A caixa DSG escapou a esta dieta? Não. Segundo os engenheiros da marca, a rapidez da caixa DSG não iria compensar o ganho de 20kg face à caixa manual.

Com o chassi e motor preparados para o «Inferno Verde», resta afinar a eletrónica. À semelhança do Clubsport, o Clubsport S também incluí um “modo Nürburgring”, acessível através do sistema Dynamic Chassis Control. Com esta configuração, é possível adaptar a suspensão e a direcção às características específicas do famoso circuito alemão.

A NÃO PERDER: Nürburgring levanta limite de velocidade no circuito

Tal como o Volkswagen Golf GTI Clubsport, a versão S surge equipada com bancos desportivos, volante em pele “alcantara” e uma carroçaria personalizada que privilegia a aerodinâmica. Além disso, poderemos contar com um novo sistema de escape e a função XDS+ (integrada no sistema eletrónico de controlo de estabilidade) com bloqueio do diferencial dianteiro.

Agora as más notícias. Apenas 400 unidades serão produzidas, sendo que 100 exemplares estão reservados para o mercado alemão e 150 para o Reino Unido. Então e nós?

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter