Travões

«Teste de stress» aos travões de um Fórmula 1

Quantas vezes vais ver este vídeo? Imensas. É assim que a Brembo testa os disco de travão em carbono que equipam os Fórmula 1.

As imagens que vais ver foram captadas durante um teste da Brembo aos travões que equipam os Fórmula 1. O objetivo é testar o comportamento do material e do equipamento em condições similares às de uma corrida Fórmula 1, com desacelerações constantes dos 300 km/h para os 60 km/h em frações de segundos.

O principio de atuação dos travões de um Fórmula 1 é exatamente igual ao dos nossos carros — pistões inseridos numa maxila que empurram as pastilhas de travão contra o disco, gerando resistência entre os materiais, e por conseguinte, causado a desaceleração do veículo —, porém os materiais empregues são diferentes.

Em vez de discos metálicos encontramos discos em carbono — um material mais leve, mais resistente e melhor dissipador de calor.

RELACIONADO: Travões a chiar? Não se preocupem, diz a Porsche

A temperatura ideal de funcionamento dos travões de um Fórmula 1 é de 650 ºC, podendo atingir picos superiores a 1200 ºC. Impressionante não é?

RELACIONADO: O novo capacete para a Fórmula 1 até tem proteção balística