Glórias do Passado

Audi Quattro: de pioneiro da tração integral a campeão de ralis

O Audi Quattro foi o primeiro desportivo a combinar tração integral com um motor turbo. A receita perfeita para uma "carreira" de sucesso.

Apresentado pela primeira vez em 1980, o Audi Quattro foi o primeiro desportivo do mundo a combinar tração às quatro rodas (tal como o próprio nome do modelo indica) e um motor turbo.

Um ano depois após o seu lançamento, tornou-se o primeiro carro de rali a beneficiar da nova regulamentação da FIA, que permitia o uso de tração integral. Como era o único carro com esta avanço tecnológico, triunfou em inúmeras provas de rali, conquistando o mundial de construtores em 1982 e 1984, bem como o mundial de pilotos nos anos de 1983 e 1984.

O Audi Quattro “de estrada” debitava 197 cv graças ao motor 2.1 l de cinco cilindros, o que se traduzia num sprint dos 0 aos 100 km/h nuns escassos 7,0s e uma velocidade máxima de 220 km/h. Por fora, era o design sólido e “alemão” que fazia escola e colecionava admiradores.

RELACIONADO: Do Audi TT nasceram 11 concepts. Conhece-os a todos
Audi Quattro

As versões de competição foram apelidadas de A1, A2 e S1 — esta última baseada no Audi Sport Quattro, modelo com um chassi mais curto, garante de maior agilidade em percursos técnicos.

Em 1986, foram lançados os últimos exemplares do S1, considerados desde então como um dos carros de rali mais potentes de sempre, debitando aproximadamente 600 cv e cruzando a meta dos 100 km/h em 3,0s.

Audi Sport Quattro S1
RELACIONADO: Audi SQ7 ou… como ensinar ballet clássico a um pugilista

Mais artigos em Clássicos

Os mais vistos