Apresentação

Aston Martin V12 Vantage S com caixa manual de sete velocidades

O novo Aston Martin V12 Vantage S foi pensado para os puristas da condução. É o "derradeiro Aston Martin analógico", e traz com ele uma caixa manual.

Tal como tinha prometido Andy Palmer, CEO da marca, a transmissão manual irá fazer parte do futuro da marca britânica, a começar pela nova versão do Aston Martin V12 Vantage S. O novo modelo, descrito pela marca como o “derradeiro Aston Martin analógico”, será oferecido com uma caixa manual de sete velocidades, além da transmissão automática Sportshift III.

A nova caixa manual da Aston Martin dispõe do sistema AMSHIFT, uma tecnologia que permite replicar os efeitos da técnica ponta-tacão nas reduções, graças à integração de sensores para o posicionamento do pedal de embraiagem, posicionamento da mudança e à afinação da gestão do motor. De acordo com a marca, o sistema AMSHIFT pode ser utilizado em qualquer modo de condução, mas é naturalmente mais eficaz no modo Sport.

Debaixo do capot, o motor V12 de 5.9 litros não sofreu alterações significativas, continuando a debitar 572 cv de potência às 6750 rpm e um binário máximo de 620 Nm às 5750. O Aston Martin V12 Vantage S acelera dos 0 aos 100 km/h em apenas 3,9 segundos e a velocidade máxima fixa-se nos 330 km/h.

Aston Martin V12 Vantage S
A NÃO PERDER: O SUV que vai duplicar as vendas da Aston Martin

“A tecnologia impulsiona-nos, mas nós temos a noção da importância da tradição. Os puristas serão sempre a favor das sensações e da estreita ligação com o carro que a transmissão manual oferece, portanto tem sido um prazer dar essa possibilidade com o nosso modelo mais rápido.”

Ian Minards, Director de Desenvolvimento de Produto da Aston Martin

Outra das novidades é o pacote opcional Sport Plus, que inclui novas tampas dos espelhos laterais, lâminas para o difusor traseiro, jantes em liga-leve e soleiras laterais, além de um interior mais desportivo. A chegada ao mercado do Aston Martin V12 Vantage S está prevista para o final do ano.

Nota: A nova caixa manual é do tipo “dog-leg”, que permite transições entre a 2ª e 3ª mudança mais rápidas.

Mais artigos em Notícias