Um Honda CRX «caseiro» com 400cv e tração traseira

Se és apaixonados pelos desportivos da Honda, decora este nome: Bennie Kerkhof, o jovem holandês que criou um monstro na garagem da mãe.

Lançado em 1992, o Honda CRX (Del Sol) ainda hoje faz suspirar muitos corações. Na versão 1.6 VTI de 160cv (motor B16A2) não é só o coração que suspira, são as mãos que suam e as pupilas que dilatam – enfim, o serviço completo. Ainda hoje, o design do modelo japonês continua a fazer muitos jovens estourarem as poupanças de infância – às vezes conseguidas à pala dos trocos de supermercado – para comprarem um.

RELACIONADO: A vida é demasiado curta para ser «de origem»

Qualidades em número significativo (potência, dinâmica e design) mas que não foram suficientes para satisfazer Bennie Kerkhof, um jovem estudante universitário de engenharia automóvel. Kerkhof, insatisfeito com a versão de origem – algo invulgarmente comum nos proprietários de modelos da Honda… – decidiu extrair todo o potencial possível do seu Honda CRX.

“Foi a partir daqui que Bennie Kerkhof abandonou a categoria dos «tuners de algibeira» e submeteu uma candidatura ao clube dos deuses da engenharia caseira”

honda civic del sol (1)

O Honda CRX que podem ver nas imagens foi comprado em 2011, e desde então tem servido de “tubo de ensaio” para as experiências mais extremas. Kerkhof começou pelo básico: jantes da marca XPTO, colector de escape de maiores dimensões e um kit turbo básico. A partir daí as mudanças foram mais drásticas: um turbo compressor Garrett GT3076R, novo colector de admissão e sistema de injecção totalmente revisto, entre outros componentes.

VÊ TAMBÉM: Cultura JDM: foi aqui que nasceu o culto pelo Civic

O carro rapidamente chegou aos 310 cv, mas para este jovem ainda não era suficiente. Juntou «à festa» a caixa manual de cinco velocidades do Honda Civic Type R, amortecedores ajustáveis e travões do Porsche Boxster – em 2013, Kerkhof foi até Nürburgring no seu CRX e fez um tempo bastante respeitável: 9 minutos e 6 segundos.

Fim do projeto? Claro que não…. Quem se dedica à transformação de carros por hobbie sabe que estes projectos só acabam quando acaba o dinheiro, ou a namorada mete as malas à porta de casa (há quem não concorde com esta última hipótese 🙂 ).

Foi a partir daqui que Bennie Kerkhof abandonou a categoria «tuners de algibeira» e submeteu uma candidatura ao clube dos deuses da engenharia caseira. Fechou-se na garagem e só saiu de lá quando o motor do seu CRX passou a habitar na traseira:

O tanque de combustível passou para a dianteira – distribuição de peso a quanto obrigas… -, fez reforços e modificações no chassi, e equipou o afamado motor B16 com as melhores peças disponíveis no mercado et voilá: mais de 400cv às 8.200 rpm, tração traseira e motor central. Tudo no sítio certo!

Ainda faltam limar algumas arestas, nomeadamente afinar as suspensões de acordo com a nova distribuição de pesos, mas ainda assim, o mais difícil já está feito. Todo o projecto foi desenvolvido por Bennie Kerkhof na garagem da sua mãe, e foi partilhado pelo próprio na sua página do Facebook.

del-sol-mid-engine-14
del-sol-mid-engine-2

Caso tenhas conhecimento de mais projetos deste género, contacta-nos através do e-mail: geral@razaoautomovel.com

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Os mais vistos