Aniversário

Mercedes-Benz W123 comemora 40 anos

O antecessor do Mercedes-Benz Classe E comemora 40 anos. Revisitamos a história do W123, um modelo recordado pela sua fiabilidade e vanguarda tecnológica.

Introduzido no mercado em janeiro de 1976, o Mercedes-Benz W123 foi um sucesso instantâneo. A procura deste modelo no primeiro ano de comercialização foi tão grande que houve quem o vendesse mais tarde pelo preço que o comprou… novo!

RELACIONADO: O taxista que comprou dois Mercedes-Benz W123, mas só usou um
Mercedes-Benz W123

Berlina, carrinha, coupé e uma versão longa (tipo limousine) foram as carroçarias que a geração W123 conheceu. Só a versão berlina conheceu nove motorizações: do 200 D ao 280 E. Destas, destacamos o motor 2.5 litros de seis cilindros em linha a gasolina de 127 cv e o revolucionário motor 3.0 litros de cinco cilindros em linha a gasóleo com 123 cv.

“Gosto de pensar que há taxistas a chorar de saudades do W123 enquanto lêem este artigo”

Ao nível dinâmico, destaque para as suspensões independentes no eixo posterior e para o esquema de braços duplos «wishbones» na dianteira, que conferiam ao W123 um comportamento e um conforto de referência. Ao nível da segurança, já na época o modelo alemão foi pensado com zonas de deformação programadas e as últimas unidades até podia receber airbag para o condutor (opcional).

 mercedes-benz w123

Gosto de pensar que há taxistas a chorar de saudades do W123 enquanto lêem este artigo. A sua produção terminou em 1985, quando já contava com quase 2,7 milhões de unidades produzidas.

RELACIONADO: Mercedes-Benz C123. O antecessor do Classe E Coupé faz 40 anos

Fiquem com um documentário sobre o saudoso W123:

Mais artigos em Clássicos

Os mais vistos