Fiat 500: forma com novo recheio

O Fiat 500 tem 1.800 novos elementos, mas fidelidade ao ADN e design original do citadino. Recebeu um novo pacote tecnológico, bem como motores revistos e atualizados para baixar consumos e emissões.

No dia 4 de Julho de 1957 iniciou-se uma história que está prestes a cumprir 60 anos. A história de um “pequeno grande carro”, de que foram vendidas mais de 3,8 milhões de unidades, transformando-o num verdadeiro ícone da indústria e cultura italiana e europeia do pós-guerra.

Em 2007 a Fiat decidiu fazer renascer o lendário 500 para uma nova encarnação deste citadino e agora, em 2015, o Fiat 500 recebe uma completa atualização com que pretende manter-se na crista da onda da oferta de citadinos no mercado europeu. A renovação do Fiat 500 contemplou sobretudo o design, o habitáculo, o conteúdo tecnológico e a gama de motores.

Disponível em versões berlina e cabrio, o novo Fiat 500 conserva as mesmas dimensões do modelo que substitui, mas oferece um bom pacote de novidades: “O Novo 500 apresenta cerca de 1.800 novos elementos, todos estudados para valorizar a originalidade e, ao mesmo tempo, conferir ao modelo um estilo ainda mais requintado. São novos os faróis dianteiros, com luzes diurnas com LED, as luzes traseiras, as cores, o tabliê, o volante, os materiais: atualizações substanciais, portanto, mas fiéis ao inconfundível estilo 500.”

A NÃO PERDER: Vota no teu modelo favorito para o prémio Escolha do público no Troféu Essilor Carro do Ano 2016

Fiat 500 2015-9

O design da secção frontal e traseira mudaram, mas não comprometem a assinatura inconfundível do Fiat 500. O habitáculo foi também amplamente revisto: “A começar pelo design do tabliê, que pode agora integrar o inovador sistema de infoentretenimento Uconnect com ecrã de 5”, táctil na versão Lounge, que garante grande visibilidade e se insere harmoniosamente num conjunto estudado com cuidado e ergonomia”, explica a Fiat. As possibilidades de padronização, ao gosto do cliente, continuam a ser uma das pedras de toque do Fiat 500, que recebe também novos sistemas de auxílio à condução e de segurança ativa e passiva.

VEJAM TAMBÉM: A lista de candidatos ao Troféu Carro do Ano 2016

Para sublinhar o seu carácter de citadino económico, a Fiat dotou-o de uma gama de motores mais eficientes, que anunciam menores consumos e emissões mais reduzidas.” Acoplados a caixas mecânicas de 5 ou 6 velocidades, ou à caixa robotizada Dualogic, na altura do lançamento a gama de motores compreende o 1.2 de 69 cv, o TwinAir de dois cilindros e 85 cv ou 105 cv e o 1.2 de 69 cv EasyPower (GPL/gasolina). Num segundo momento, a gama do Novo 500 ampliar-se-á com duas motorizações: 1.2 de 69 cv em configuração ”Eco” e 1.3 16v Multijet II turbodiesel de 95 cv.”

Para esta eleição a Fiat inscreveu a versão 1.2 Lounge de 69 cv que anuncia médias de consumo de 4,9 l/100 km e que concorre também à classe Citadino do Ano onde enfrenta: Hyundai i20, Honda Jazz, Mazda2, Nissan Pulsar, Opel Karl e Skoda Fabia.

Fiat 500

Texto: Prémio Essilor Carro do Ano / Troféu Volante de Cristal
Imagens: Diogo Teixeira / Razão Automóvel

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter