Ferrari 250 GT SWB: o restauro que demorou 14 meses

Foram precisos 14 meses de trabalho meticuloso da Ferrari Classiche para restaurar o Ferrari 250 GT SWB. Desde o motor até à pintura. Tudo foi restaurado…

No mundo dos carros clássicos, poucos têm tanto valor como o Ferrari 250 GT SWB. O Ferrari 250 GT SWB (nas imagens) pertenceu ao piloto Dorino Serafini, e teve inúmeros donos ao longo dos anos, acumulando um desgaste imenso. Foi aqui que entrou a equipa especializada no assunto, a Ferrari Classiche.

A NÃO PERDER: Audi quatrro Offroad Experience pelo Douro vinhateiro

Entre um dono e outro, a cor do carro italiano foi sendo alterada: de azul escuro, verde e até amarelo. Além de terem “atualizado” a pintura para cinzento como os Ferrari dos anos 60, o Ferrari 250 GT SWB também foi restaurado a nível de interiores, suspensão, chassis e motor. Ficou good as new!

Este Ferrari (ainda) não tem tanto valor como o Ferrari 250 GTO que foi vendido por 28,5 milhões de euros, mas para lá caminha. Há uns anos, um exemplar idêntico a este foi leiloado por a módica quantia de 8 milhões de dólares.

RELACIONADO: Mega-teste Ferrari: cinco gerações colocadas à prova

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter