Ferrari 250 GTO vendido por 28,5 milhões de euros

O Ferrari 250 GTO com o chassi nº 3851GT tornou-se no carro de produção mais caro de sempre, após ter atingido em leilão a módica quantia de 28,5 milhões de euros.

Ontem, em Pebble Beach (Califórnia, EUA),  os livros de história dos leilões de automóveis foram reescritos. Tudo por causa de um Ferrari 250 GTO e de uma licitação recordista de 28,5 milhões de euros, num leilão levado a cabo pela conceituada leiloeira Bonhams.

Este exemplar – apenas foram produzidas 39 unidades do Ferrari 250 GTO entre 1962 e 1964 – destronou o anterior recorde da Bonhams estabelecido em 2013, que se cifrava em 22,1 milhões de euros. Um valor que foi oferecido por um Mercedes-Benz W196R de 1954.

bonhams-ferrari-250-gto-28

Sobre o Ferrari 250 GTO:

O Ferrari 250 GTO foi um modelo fabricado pela Ferrari entre 1962-1964 especificamente para a FIA Grand Touring. A parte numérica do nome indica o deslocamento em centímetros cúbicos de cada cilindro do motor, enquanto que o GTO está para “Gran Turismo Omologata” – Grande Turismo Homologado, em português.

Equipado com um motor V12 com 3 000cc, era capaz de debitar 300 cv de potência. Em 2004, o Sports Car International colocou-o em oitavo na lista dos Top Sports Cars dos anos 1960, e nomeou-o o melhor carro desportivo de todos os tempos. Da mesma forma, a revista Motor Trend Classic colocou o Ferrari 250 GTO em primeiro lugar na lista dos “Greatest Ferraris of All-Time”.

RELACIONADO:Ferrari 250 GTO de Stirling Moss é o carro mais caro de sempre

No vídeo em destaque, podemos sentir a excitação e o suspense que se vive num dia de leilão. Um ambiente único: multimilionários, aficionados por automóveis, fechados num sala e impacientes por gastar o seu dinheiro. É assim todos os anos, por esta altura em Pebble Beach.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter