Mercedes-Benz GLS: o Classe S dos SUV’s

Descrito pela marca como o “Classe S dos SUVs”, o novo Mercedes-Benz GLS promete agitar o segmento.

O novo Mercedes-Bens GLS é o sucessor do conhecido GL (modelo que deixa de existir), mas as diferenças vão muito para além do nome. O novo GLS oferece um novo design exterior mais dinâmico e moderno que não quebra com o passado, assim como um interior reformulado, com um layout em linha com a restante gama Mercedes-Benz.

A ainda ao nível do habitáculo, é de destacar o recém-desenhado painel de instrumentos com o ecrã multimédia integrado, o novo volante multifunções de 3 raios, a consola central modificada com touchpad e também novas cores e elementos de revestimento.

GLS

A marcar a linha de continuidade em relação ao seu antecessor, o Mercedes-Benz GLS brinda-nos com novas cores, assim como novos design de jantes e faróis LED. Os clientes que pretendem um visual desportivo poderão escolher o pack AMG Line exterior, que é constituído por para-choques dianteiro e traseiro específicos, estribos laterais pintados na cor da carroçaria e jantes de liga leve AMG de 21″.

A NÃO PERDER: Mercedes-Benz 300SL de competição guiado por Sir Stirling vai a leilão

Os SUV’s da Mercedes-Benz sempre apostaram na área da segurança ativa. Os sistemas de assistência à condução de série incluem por exemplo, o Collision Prevention Assit Plus (assistente anti-colisão), o Assistente de Vento Lateral e o Attention Assist (assistente anti-fadiga). O Mercedes-Benz GLS inclui ainda, entre outros sistemas disponíveis como equipamento de série: o sistema PRE-SAFE, Assistente de Travagem BAS, o sistema de tração integral eletrónico 4ETS, ESP com Assistente Dinâmico em Curva, controlo da velocidade de cruzeiro com limitador de velocidade variável SPEEDTRONIC e assistente da direção STEER CONTROL.

Todos os motores do novo GLS fornecem melhores prestações, e em alguns casos apresentam menores consumos de combustível. O poderoso GLS 500 4MATIC, com motor V8 biturbo e injeção direta, debita uma potência de 455cv, cerca 20cv superior em relação ao modelo antecessor, e um binário máximo de 700 Nm.

O motor V6 biturbo, também com injeção direta, está equipado no GLS 400 4MATIC. Este motor produz uma potência de 333cv e um binário de 480 Nm a partir das 1600 rpm, consumindo 8.9 l/100 km (206 g CO2/km) em ciclo combinado (NEDC), e tal como todos os modelos, está equipado com função ECO start/stop.

RELACIONADO: Mercedes-AMG Red Chargers pela primera vez em Portugal

O modelo topo de gama, o Mercedes-AMG GLS 63 4MATIC produz 585cv de potência, mais 28cv do que o modelo antecessor. O binário máximo é de 760 Nm, estando agora disponível a partir das 1750 rpm. Apesar de um aumento significativo das prestações, o consumo mantém-se inalterado. Além das versões com motores a gasolina, a versão GLS 350 d 4MATIC está equipada com o comprovado motor V6 diesel com uma potência máxima de 190 kW (258 CV) e um binário máximo de 620 Nm.

No lançamento da nova geração do GLS, todas as versões estarão equipadas de série com caixa de 9 velocidades automática 9G-TRONIC (exceto a versão Mercedes-AMG GLS 63), estando disponível como opção uma caixa de redutoras e um bloqueio do diferencial central. O Mercedes-Benz GLS estará disponível para encomenda a partir do final de novembro de 2015, com o início das entregas na Europa previsto para março de 2016.

Fonte: Mercedes-Benz Portugal

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias