Entrevista

A uma semana da 4ª Conferência Gestão de Frotas, este é o responsável.

A Fleet Magazine é parceira da Razão Automóvel há mais de um ano. Porquê? Ninguém sabe. Eles usam folhas de Excel e são líderes do mercado, nós somos os irreverentes que escrevem "na internet" e queimam borracha ao pequeno almoço.

A uma semana da 4ª Conferência Gestão de Frotas desafiei o Hugo Jorge para uma pequena entrevista. Não podia ser uma coisa muito séria, mas tinha de manter o respeito pela figura – afinal, não é todos os dias que se organiza a conferência mais importante para o setor das frotas em Portugal. Falta uma semana e nós vamos lá estar.

RA: Escolheram uma sexta-feira 13 para a realização da conferência. Depois de 3 edições de sucesso a confiança é tão alta que já não ligam a estas coisas?

É essa a magia dos eventos ao vivo. Seja numa peça de teatro ou na Conferência Gestão de Frotas, as pessoas esperam secretamente que os actores se esqueçam das falas e a produção faz tudo para que não aconteça isso ou coisas menores, como cair uma luz do palco. É no meio destas duas expectativas que está a qualidade do evento.

RA: Quantos participantes?

Vamos ter cerca de 300.

RA: Quais são as principais novidades?

Um programa assente em apresentações individuais sustentadas em casos de estudo, patrocinadores com maior interacção com os participantes no evento, uma app que permite colocar questões ao vivo para os oradores e avaliar os oradores e o evento

RA: Há vários temas em análise nesta 4a edição, quais são os “mais quentes”?

Os temas mais quentes da Conferência são sempre os temas mais quentes do sector. A questão dos recondicionamentos ainda não arrefeceu e por isso volta a estar presente. A gestão directa de serviços também é um mito que deve ser mais aprofundado, porque existem muitos mitos a favor e contra que devem ser analisados racionalmente

RA: É também a 3a edição dos prémios Fleet Magazine. Qual é a importância destes prémios para o mercado e também para os consumidores?

Os consumidores envolvidos na escolha dos Prémios Fleet Magazine fazem parte de um grupo que vale mais de metade das compras de carros em Portugal. Os prémios são uma forma de medir o que está a acontecer neste mercado, muito fechado, por sinal. Ficamos a saber quais são os carros mais importantes para as frotas em cada segmento (nas frotas, os segmentos são escalões de impostos), qual a melhor gestora de frota e qual a frota que tem feito mais esforços em reduzir as emissões dos seus carros.

RA: Porque razão é que convidam para um evento onde se discutem custos ao cêntimo com toda a seriedade, um bando de terroristas como nós que só pensam em queimar borracha e gastar combustível. É alguma tentativa de evangelização?

É. Como é sexta-feira 13, vamos tentar algum exorcismo para vos tirar o diabo do corpo.

RA: Olha para este carro Hugo:

Mazda mx-5 2016-104
Mazda Mx-5

RA: Estivemos a pensar. Com um preço abaixo dos 25 mil euros e um consumo de combustível relativamente moderado, não podia ser um carro de empresa? É pequeno, desenrascado na cidade, pode ter jantes de 16 polegadas…

Se for na minha empresa, para o director-geral, é o carro de empresa ideal.

RA: Ao fim de 8 perguntas já começo a ver sinais da nossa evangelização

Sabe mais sobre a 4ª Conferência Gestão de Frotas aqui e no website da Fleet Magazine.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos