Caixas manuais nos BMW M podem acabar

Quem o diz é o chefe da divisão M da BMW. Frank Van Meele revelou à Autocar que as caixas manuais da BMW e os modelos M estão no limite da capacidade e que “o futuro das caixas manuais não é risonho”.

Para além de limitações técnicas a marca não deverá investir no desenvolvimento de caixas manuais com maior capacidade, mas sim dotar os modelos da divisão M com caixas automáticas de última geração. A par desta decisão está também a queda de popularidade das caixas manuais nos modelos da divisão desportiva da marca bávara.

RELACIONADO: BMW M3 Touring e M7 não serão produzidos, saibam aqui porquê.

Atualmente a potência dos modelos M está num máximo de 600 cv, algo que não deverá mudar nos próximos tempos. O próximo BMW M5 deverá ficar-se pelos 600 cv, a mesma potência da edição comemorativa dos 30 anos do M5 (Jahre), sendo provavelmente o último BMW M5 a ter como opcional uma caixa manual.

A qualidade das caixas de dupla embraiagem é outro dos pontos que joga a favor desta decisão, segundo Meele, os baixos consumos e elevadas prestações são fortes argumentos e enfraquecem a posição das caixas manuais.

Frank Van Meele diz que não é certo que as caixas manuais deixem de estar disponíveis nos modelos M, porque há uma grande comunidade que ainda procura estas caixas. Ainda assim, não está fora de hipótese que venha a acontecer a médio prazo.

O que pensam desta possibilidade? Deixem-nos o vosso comentário aqui ou nas nossas redes sociais.

Fonte: Autocar

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias