Toyota TS040 HYBRID: no covil da máquina nipónica

Como sabem, a Toyota convidou-nos para vir até Spa-Francorchamps conhecer os meandros do Campeonato Mundial de Resistência (WEC). Enquanto escrevo estas linhas, o Toyota TS040 HYBRID batalha em pista… vamos conhecê-lo melhor.

Vrum, vrum e mais vrum. É bom ser incomodado pelo barulho de máquinas com mais de 1000cv enquanto escrevo para todos vós. De onde? Directamente do mítico Circuito de Spa-Francorchamp – caramba, olhando por cima do computador consigo ver as curvas Raidillon/Eau Rouge. Épico! Não está a ser fácil concentrar-me, confesso.

WEC 6h Spa 2015-109

Deixem-me narrar-vos tudo o que está a acontecer à minha volta: há engenheiros por todo o lado a trabalhar; jornalistas a escrever freneticamente; pit-babes a passear (ainda que menos do que noutras edições); carros de competição a correr a mais de 300km/h; e claro, a completar o ramalhete, o cheiro a adrenalina e a borracha queimada pelo ar a invadir-me os sentidos.

RELACIONADO: Nos bastidores do WEC em Spa-Francorchamp com a Razão Automóvel

Neste exacto momento, enquanto escrevo estas linhas, o Toyota TS040 HYBRID trava uma batalha de 6 horas com o Porsche 919 Hybrid e com o Audi R18 e-tron. Vim a Spa-Francorchamps para o conhecer melhor, mas o Toyota TS040 Hybrid ainda não teve tempo para parar nas boxes e cumprimentar-me. Sei que em competição não há tempo a perder, portanto estás desculpado.

Talvez apenas para contrariar aquilo que acabei de escrever, o Toyota TS040 HYBRID de Anthony Davidson e Sébastien Buemi parou nas boxes agora. Entrou sem fazer barulho, em modo 100% eléctrico. Trocou de condutor e lá foi ele novamente em modo eléctrico para a pista. Impressionante como uma besta com mais de 1000cv pode ser tão silenciosa. Os grandes predadores são assim, silenciosos – ainda que nesta edição das 6h de Spa-Francorchamp, sejam os Porsche 919 Hybrid que estão a dar caça à concorrência…

WEC 6h Spa 2015-35

Ao vivo, o TS040 é impressionante sob todos os pontos de vista. A azafama própria de um dia de corridas não me deixou sequer chegar perto dele, mas mesmo à distância de 10 metros percebe-se o quão especial é. Não há dúvida que é mais um modelo nascido nas instalações da TOYOTA Motorsport GmbH, divisão da marca nipónica sediada na Alemanha e que desenvolveu os principais veículos de competição da Toyota, dos ralis à Fórmula 1.

De todos, o Toyota TS040 HYBRID é de longe o mais complexo. Trata-se de um protótipo da categoria LMP1 com chassi em carbono, animado por um motor 3.7 litros V8 atmosférico capaz de desenvolver mais de 500cv. A coadjuvar o funcionamento desta unidade, encontramos um sistema eléctrico composto por dois motores eléctricos alimentados por um capacitor de alta performance. Resultado combinado? Mais de 1000cv de potência.

O grande desafio está em colocar todos estes sistemas a funcionar em uníssono, durante várias horas, de forma fiável, continuada e estável numa corrida que dizem ser de resistência mas que é muito mais que isso: é um sprint! Um sprint de 6h, onde os pilotos e máquinas dão tudo. Eu vejo, quando eles aqui passam, o andamento é de quem não faz concessões ao material. Um bom treino para a derradeira prova: as 24h de Le Mans.

Para ficarem com uma ideia aproximada do ritmo dos protótipos LMP1 em Spa-Francorchamp, recordamos que o Toyota TS040 Hybrid venceu o ano passado esta prova percorrendo 1.198km a uma média de 200km/h.

Fiquem com as especificações técnicas. Se me dão licença, vou desligar o computador. Não posso continuar a espreitar por cima do ecrã, tenho mesmo de ir ver a corrida!

Especificações técnicas do Toyota TS040 HYBRID

Tipo: Le Mans Prototype (LMP1)
Carroçaria Material: Compósito de fibra de carbono
Para-brisas: Policarbonato
Caixa de velocidades: Transversal com 7 velocidades, e atuação sequencial
Embraiagem: Multidisco, da ZF
Diferencial: Diferencial com autoblocante viscoso
Suspensão: Independente com triângulos sobrepostos à frente e atrás, sistema pushrod
Barras estabilizadoras: À frente e atrás
Travões: Sistema de travagem de duplo circuito hidráulico, pinças monobloco e de liga leve à frente e atrás discos ventilados à frente e atrás, em carbono
Jantes: Jantes em magnésio forjado RAYS
Motorização: Sistema competição TOYOTA HYBRID- Racing (THS-R)
Motor: Motor atmosférico V8 a 90°
Cilindrada: 3.7 litros
Combustível: Gasolina
Potência máx. total > 1000 cv (motor + sistema híbrido)
Condensador: NISSHINBO
Motor híbrido dianteiro: AISIN AW
Motor híbrido traseiro: DENSO
Inversor: DENSO

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Sem categoria

Os mais vistos

Pub