Novo Skoda Superb: evolução em todos os sentidos

O novo Skoda Superb acaba de ser revelado. Quebra totalmente a ligação com o seu antecessor em termos de design e reforça os argumentos que transitam das gerações anteriores.

Já aqui tínhamos avançado que o novo Skoda Superb vai agitar as águas no segmento das berlinas. Como? À boa moda da Skoda. Sem muito alarido, grandes destaques ou estreias absolutas de tecnologia, apenas escolhendo criteriosa e racionalmente alguns dos melhores componentes do Grupo Volkswagen. Tudo somado, para criar um package que alia espaço interior, rigor de construção e uma relação preço/qualidade que é bandeira da marca.

Não menos importante é o design, e aí sim a Skoda operou uma pequena grande revolução no Superb. Atual e em linha com os últimos modelos da marca, o design do novo Skoda Superb rasga com os seus antecessores de forma evidente.

No interior, o caminho seguido foi o mesmo. Um design limpo, aliado a uma escolha de materiais que tenta evidenciar uma preocupação com a ergonomia e o conforto acima de qualquer outra pretensão, nomeadamente desportiva. No campo tecnológico, o Skoda Superb vai estar disponível com quatro sistemas de infotainment (um deles compatível com o Apple CarPlay e Android Auto), bancos aquecidos, tecto-panorâmico, ar-condicionado tri-zona e sistema de som da Canton, entre outros gadgets.

Seguindo a filosofia Simply Clever da Skoda, o Superb também conta com aquelas pequenas ideias que nos facilitam o dia-a-dia, como é o caso da laterna no porta-malas, o guarda-chuva embutido na porta ou o raspador de gelo no depósito de combustível.

No campo da segurança, podemos contar com cruise control adaptativo, assistente de manutenção na faixa de rodagem, proteção ativa dos passageiros e sistema de imobilização automática do veículo em caso de perigo – entre outros sistemas que já são norma no segmento.

Quanto a motorizações, a escolha é vasta. Começa nos 125cv do motor 1.4 TSI e acaba nos 280cv da versão 2.0TSI. Nos Diesel, o motor 1.6 TDI de 120cv será a opção mais económica, enquanto que o 2.0 TDI de 190cv será a versão mais potente. Todos os motores à exceção do bloco TSI de 125cv podem ser associados a uma caixa DSG de dupla-embraiagem.

Video:

Galeria: