Audi A3 Cabriolet 1.6 TDI: Sol de inverno

Portugal devia ser nomeado Reserva Natural dos Carros Descapotáveis. As condições climatéricas e as paisagens lusas casam na perfeição com o Audi A3 Cabriolet 1.6 TDI. Descubram porquê neste ensaio.

A maioria das pessoas associa a utilização dos descapotáveis apenas às estações quentes do ano. Um dos motivos prende-se com as supostas limitações das capotas têxteis no isolamento acústico e térmico do habitáculo, o outro diz respeito ao preconceito quanto a circular de capota recolhida no inverno. Quem alinha por estes motivos devia dar uma volta no Audi A3 Cabriolet.

“Audi A3 Cabriolet o prazer de condução não se mede em km/h e G’s, mede-se em sorrisos e em paisagens”

Audi A3 Cabriolet 1.6 TDI-7

Com a capota fechada, viaja-se como num A3 normal. É quase impossível adivinhar que estamos sentados num descapotável. O trabalho levado a cabo pelos engenheiros alemães no isolamento acústico e térmico do interior é notável.

Em boa verdade, os descapotáveis já não são aquilo que eram, e este A3 Cabriolet é um bom exemplo desta nova escola de descapotáveis para o «dia-a-dia». A capota não tem manhas, nem molas, nem segredos nem patilhas obsoletas. Nada. É só carregar num botão et voilá! num ápice circulamos de cabelos ao vento.

VEJAM TAMBÉM: Audi A3 Limousine 1.6 Tdi: o primeiro executivo

Confesso que me converti aos descapotáveis após ter testado quatro modelos de uma assentada nos últimos quatro meses, desde então ando a evangelizar «meio mundo para este mundo».Tirando os dias em que chove, qualquer dia é um bom dia para andar com a capota recolhida. O sol de inverno em Portugal é perfeito: não queima, não incomoda e faz companhia. O termómetro marcava apenas 7º graus e saia da Margem Sul às 9 horas da manhã em direção a Lisboa de cabelos ao vento.

Com o difusor central montado nos bancos traseiros, capota recolhida e aquecimento ligado, viaja-se sem perturbações no Audi A3 Cabriolet até aos 140 km/h. É possível manter uma conversa, falar ao telefone (mãos-livres, claro…) e ouvir rádio. Já pensei serrar o tejadilho do meu carro e transformá-lo num descapotável. Entretanto vi um determinado programa de automóveis inglês, feito por homens de meia idade e mudei de ideias…

É confortável, muito confortável. Principalmente quando equipado com estas jantes de 16 polegadas e pneus de baixo atrito

Comportamento? Não desilude. Mais uma vez, as sensações são muitos semelhantes às de um Audi A3 «normal». No entanto, quando apertamos o andamento nota-se a perda de rigidez da estrutura e a direção menos comunicativa face às versões de capota rígida. O Audi A3 Cabriolet 1.6 TDI não pretende, definitivamente, ter caráter desportivo. Não é o seu elemento.

Audi A3 Cabriolet 1.6 TDI-15

Mas é confortável. Principalmente quando equipado com estas jantes de 16 polegadas e pneus de baixo atrito – que não abonam muito em favor do design mas que fazem um trabalho exemplar em favor do conforto. Então mas comporta-se mal? Não, apenas segue seguro de curva em curva, de bocejo em bocejo sem entusiasmar.

A NÃO PERDER: O poder terapêutico da condução (com imagens)

Não há dramas, nem traseiras a fugir nem dianteiras a ganhar vida. Isto porque no Audi A3 Cabriolet o prazer de condução não se mede em km/h nem em G’s, mede-se em sorrisos e em paisagens. É um verdadeiro companheiro de passeio que nos pode (e deve…) acompanhar  no dia-a-dia.

Audi A3 Cabriolet 1.6 TDI-3

Os mais séticos apontarão defeitos à presença de uma motorização diesel num descapotável, dirão que a filosofia destes combina melhor com as motorizações a gasolina. Têm razão, mas o 1.6 TDI de 110cv do grupo Volkswagen até nem se safa mal. É poupado, discreto, anda o suficiente e não compromete em auto-estrada.

Quanto aos preços, na versão attraction o preço do A3 Cabriolet 1.6 TDI começa nos 38.250 euros. Um valor que sobe até aos 43.445 euros da versão ensaiada se associarmos alguns extras – vejam aqui a ficha completa.

Fotografia: Diogo Teixeira

MOTOR 4 Cilindros
CILINDRADA 1598 cc
TRANSMISSÃO Manual 6 Vel.
TRAÇÃO Dianteira
PESO 1420 kg.
POTÊNCIA 110 CV / 4000 rpm
BINÁRIO 250 NM / 1750 rpm
0-100 KM/H 11,0 seg
VEL. MÁXIMA 199 km/h
CONSUMO 6,2 lt./ 100 km (média do ensaio)
PREÇO 43.445€

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Testes

Os mais vistos

Pub