Citroen C4 Cactus Airflow 2L: a nova tendência da poupança

A Citroen não desarma face aos seus principais concorrentes e para o próximo Salão Automóvel de Paris, prepara uma ofensiva verde: o Citroen C4 Cactus Airflow 2L, um veículo baseado no C4 Cactus, mas com um paradigma tecnológico nunca antes visto.

Tal como todos os outros fabricantes de automóveis, a obsessão por melhores consumos e uma eficiência energética cada vez maior, começam finalmente a ganhar contornos práticos.

Para cumprir as cada vez mais exigentes normas antipoluição, passando ao mesmo tempo a mensagem de preocupação com meio ambiente, a Citroen resolveu dotar o C4 Cactus de todas as artimanhas possíveis e mais alguma, para que pudesse obter valores recorde, com consumos de apenas 2l/100km.

citroen-reveals-c4-cactus-airflow-2l-concept-video-photo-gallery_9

Parece impossível não?

À primeira vista não só parece, como se apresenta muito ambicioso, principalmente se tivermos em conta que o Citroen C4 Cactus Airflow 2L não terá a ajuda de motores elétricos para cumprir estes consumos, dependendo exclusivamente de um motor a gasolina. Mas o Citroen C4 Cactus Airflow 2L tem um trunfo na manga para o conseguir.

citroen-reveals-c4-cactus-airflow-2l-concept-video-photo-gallery_12

Já lá vamos, antes damos uma “olhadela” pelas transformações operadas na carroçaria do C4 Cactus nesta versão Airflow 2L. Um para choques dianteiro com grelhas ativas, as mais recentes jantes de persiana com sensor térmico dos discos (que consoante a temperatura abrem ou fecham as suas lâminas para tornar o Citroen C4 Cactus Airflow 2L mais eficiente) e tal como a maioria dos futuros automóveis, as câmaras substituem os tradicionais espelhos, optimizando assim o fluxo de ar.

O Citroen C4 Cactus Airflow 2L conta também com tecnologia vinda da F1: um fundo carenado totalmente plano, para ajudar a reduzir a resistência aerodinâmica. Todas combinadas, estas mudanças são responsáveis por 20% de melhoria aerodinâmica.

citroen-reveals-c4-cactus-airflow-2l-concept-video-photo-gallery_22

O peso é crucial e sendo o Citroen C4 Cactus Airflow 2L de origem um modelo já bastante leve, a Citroen levou a magreza do conjunto ainda mais longe, tendo conseguido suprimir mais 100kg de peso. Esta operação torna o Citroen C4 Cactus Airflow 2L, 200kg mais leve do que o seu irmão C4. Estes 100kg de redução foram obtidos com recurso a materiais compósitos, que estão presentes desde as molas de suspensão, tampa da mala, bancos traseiros, painéis laterais, portas e tejadilho. Para o reforço dos pontos estruturais e de ancoragem dos componentes mecânicos, o alumínio e aço de alta resistência marcam presença.

citroen-reveals-c4-cactus-airflow-2l-concept-video-photo-gallery_15

Finalmente, para a componente mecânica e onde o Citroen C4 Cactus Airflow 2L é verdadeiramente inovador, a Citroen optou por uma receita pouco ortodoxa e bastante mais complexa do que simplesmente acoplar um motor eléctrico. O Citroen C4 Cactus Airflow 2L é movido pelo bloco a gasolina de 1.2 litros com tecnologia PureTech, mas que recebeu melhorias ao nível da fricção dos componentes, com um novo revestimento de carbono e a nova gama de óleos de baixa fricção 5W-20. Apenas com estas mudanças, a Citroen conseguiu aumentar a eficiência do bloco de combustão interna em 5%.

citroen-reveals-c4-cactus-airflow-2l-concept-video-photo-gallery_18

Como é possível obter 2L de consumo sem a ajuda de motores elétricos e até agora com melhorias combinadas de 25%?

É aqui que entra a nova tecnologia da Citroen denominada HybridAir system, que consiste na utilização de uma botija de ar comprimido que tem capacidade para 20 litros de nitrogénio e óleo a uma pressão de 220bar. É através da descarga desta mistura entre botijas, que forçam a passagem do óleo por um motor hidráulico que por sua vez faz mover as rodas da frente, que por si só a Citroen consegue uma redução dos consumos em 30%. O sistema é capaz de regenerar a sua própria carga, sempre que o motor térmico está a trabalhar.

citroen-reveals-c4-cactus-airflow-2l-concept-video-photo-gallery_8

Contudo e tal como alguns concept já divulgados, este Citroen C4 Cactus Airflow 2L só verá a luz do dia por volta de 2020, embora haja a intenção de começar a introduzir esta tecnologia em modelos da restante gama já em 2017.

Mais artigos em Notícias