Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Dakar: O grande circo do todo-o-terreno arranca amanhã

Estes são os números do Dakar 2014: 431 participantes; 174 motas; 40 moto-4; 147 carros; e 70 camiões estarão no arranque de uma das provas motorizadas mais exigentes do mundo.

Homens e máquinas estão a postos para o arranque de mais uma edição do Dakar, segundo a organização, a maior e mais dura prova de todo-o-terreno do mundo. Os números falam por si, este é o grande circo do todo-o-terreno mundial: A prova das provas. Ainda assim, o mais importante rali todo-o-terreno do Mundo terá este ano uma característica inédita: itinerários diferenciados para carros e motas. Isto porque os caminhos e estradas que conduzem ao Salar de Uyuni, a 3.600 metros de altitude (nos altos planaltos bolivianos), não estão ainda preparados para a circulação de veículos pesados.

Dakar-2014

Os pilotos dos carros e dos camiões enfrentam 9.374 quilómetros, dos quais 5.552 cronometrados, repartidos por etapas na Argentina e no Chile, enquanto as motas e os moto-4 terão de percorrer 8.734, incluindo 5.228 de troços cronometrados, também em 13 etapas, mas com uma passagem pela Bolívia.

De acordo com o diretor da prova, Étienne Lavigne, a edição 2014 do Dakar será «mais longa, mais alta e mais radical». «O Dakar é sempre difícil, é o rali mais duro do Mundo. Com dois dias de etapa-maratona, estamos a regressar à origem da disciplina em África».

Nos carros, o francês Stéphane Peterhansel (Mini) é novamente o grande candidato à vitória. Os portugueses Carlos Sousa/Miguel Ramalho (Haval) e Francisco Pita/Humberto Gonçalves (SMG) também competem nesta categoria. Boa sorte para a «armada portuguesa».