Chevrolet Camaro Z/28: Tio Sam lança míssil ao inferno verde

Depois do magnífico tempo registado em Nurburgring de 7m e 37s, o RA dá-vos a conhecer mais detalhes sobre o novo Chevrolet Camaro Z/28.

Até agora quem assumia as despesas da casa eram as versões SS e ZL1. Mas a Chevy queria mais. E foi nesse sentido que ressuscitou uma das suas siglas mais acarinhadas por entre os fãs dos “Muscle Cars”. Falamos claro da sigla Z/28, que não surge isolada, com ela também foram recuperados os 3 dígitos que fazem os fãs salivarem, falamos da magnífica capacidade em polegadas cubicas, precisamente 427, ou seja 7 litros.

Mas passemos ao que importa, este novo Chevrolet Camaro Z/28 é um carro totalmente diferente do dogma de performance americana ao qual estávamos habituados, trata-se de um produto mais evoluído e com grande parte do desenvolvimento obtido através da experiência de pista.

Chevrolet-Camaro-Z28-3

E tendo isto presente o Chevrolet Camaro Z/28 posiciona-se como um pseudo superdesportivo, uma vez que por ser a versão mais radical do Camaro, também é a mais direcionada para circuito. O Chevrolet Camaro Z/28, segundo fonte interna é 3s mais rápido por volta que o seu irmão Camaro ZL1 e é fácil de perceber porquê. A performance que ainda não é oficial, mas segundo os cálculos e antevisão da “automobile catalog” indicam-nos 4,1s dos 0 aos 100km/h, para uma velocidade máxima de 301km/h.

O Chevrolet Camaro Z/28 recebeu diversas afinações no seu chassis e que lhe permitem agora alcançar até 1,05G em aceleração em curva, a capacidade de travagem também não foi esquecida e os 1,5G que alcança em desaceleração são cortesia da Brembo com o kit de travagem carbo-cerâmico.

Para conseguir bons tempos em pista, a redução de peso face ao ZL1 era imperativa, até porque fruto da ausência do compressor volumétrico que equipa o ZL1 esta versão é menos potente. E até a ausência do compressor volumétrico é determinante para a redução de peso. O Z/28 ao surgir com aspiração natural permite também que as peças internas sejam aligeiradas, o que em conjunto com jantes mais leves, vidros traseiros mais finos de 3,2mm (contra os anteriores 3,5mm) e assentos mais leves com regulações manuais poupando 4kg, permitiu conter o peso em 136kg face ao ZL1. Outros items como a bateria mais leve, remoção de isolamento acústico, ausência de faróis Xenon e ar condicionado apenas como opcional, complementam a dieta do Chevrolet Camaro Z/28.

Chevrolet-Camaro-Z28-1

No plano mecânico o Chevrolet Camaro Z/28 conta com o bloco LS7 de 7 litros de capacidade, a potência máxima cifra-se nos 505 cavalos e 637Nm de binário máximo, potência que não o envergonhará seja em estrada ou circuito. Embora os números pareçam simpáticos para tamanha cilindrada há que não esquecer que o bloco LS7 foi devidamente trabalhado e conta com válvulas de admissão em titânio assim como as bielas, as válvulas de escape têm enchimento a sódio para melhor dissipação térmica, cambota e chumaceiras de apoio forjadas, árvore de cames com perfil mais agressivo e colectores de escape ”hidroformados”, processo no qual se utiliza a pressão da água contra o molde para formar peças complexas e de maior resistência. Tudo complementado com uma taxa de compressão de 11.0:1 e redline às 7000rpm, o que deixará quaisquer ambientalistas chocados.

Na transmissão o Chevrolet Camaro Z/28 conta com uma caixa manual de 6 velocidades TR6060, cortesia da Tremec e com uma relação final de 3.91:1, curta o suficiente para se explorar todo o binário do enorme V8. O eixo traseiro conta com um diferencial autoblocante, mas a novidade é que ao contrário dos mais recentes de acoplamento por disco, o LSD do Chevrolet Camaro Z/28 é da velha guarda com bloqueamento mecânico através de engrenagens helicoidais, no entanto o controlo de tração continua a ser o cérebro das operações.

A nível dinâmico o Chevrolet Camaro Z/28 conta com uma suspensão composta por coilovers totalmente reguláveis, salvando 19kg ao conjunto tradicional. As jantes de 19 polegadas são forjadas e vêm calçadas com pneus Pirelli PZero Trofeo R de medida 305/30ZR19.

Esteticamente destaca-se apenas o kit aerodinâmico que compreende mais sustentação dinâmica e estabilidade a altas velocidades, ideal para a experiências em pista como esta.

Este Chevrolet Camaro Z/28 é uma proposta que tentará muitos aficionados de puro músculo americano, é claro que não será barato, mas se tivermos em conta a quantidade e a capacidade de recursos que o Z/28 nos disponibiliza, seja deslocações rápidas ou até um track day, ficamos sem dúvidas que é uma proposta muito interessante.

Goste-se ou não ninguém lhe ficará indiferente, são doses maciças de adrenalina que os americanos nos propõem ao volante do Chevrolet Camaro Z/28. God bless America!

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos