Nürburgring em 1967 não era para qualquer um!

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Nürburgring em 1967 não era para qualquer um!

Voltamos ao passado para dar uma volta alucinante ao «Inferno Verde»: Nürburgring.

Se hoje em dia o circuito Nürburgring já impõe respeito, imaginem em 1967 a mais de 200km/h num carro de F1 com pneus dignos de uma «carroça de burros» e travões que ao fim de meia dúzia de travagens ficavam quentes e ineficazes. Para completar o ramalhete as escapatórias do circuito em 1967 eram compostas por muros e árvores. Digamos que a areia e a gravilha ainda não tinham pegado «moda». Vejam e arrepiem-se:

Texto: Guilherme Ferreira da Costa