Arranque a Frio. Porque é que o Chevrolet Volt tinha duas buzinas?

Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Arranque a Frio

Porque é que o Chevrolet Volt tinha duas buzinas?

Mais conhecido por ser o «gémeo» do Opel Ampera, o primeiro Chevrolet Volt contava com duas buzinas. Sabem porquê?

Lançado em 2012 e «gémeo» do Opel Ampera, o Chevrolet Volt foi um dos primeiros elétricos da era moderna, isto apesar de ter um motor de combustão interna que servia de extensor de autonomia.

Esmiuçado na época pela imprensa especializada, houve no entanto um pequeno pormenor pouco referido acerca do Volt: as suas duas buzinas.

Verdade seja dita, só nos apercebemos desse facto graças a um vídeo do canal de YouTube Smith & Sniff, mas a razão pela qual este Chevrolet tinha duas buzinas era muito simples.

A NÃO PERDER: Do Kadett ao Corsa-e. A história da eletrificação na Opel

Resumidamente, a primeira buzina é igual à que temos em todos os carros; já a segunda (acionada na haste dos piscas) serve para alertar os peões da presença do Volt, pois este não emitia qualquer ruído quando circulava em modo elétrico, algo que entretanto se tornou obrigatório.

Descrita no vídeo como uma «buzina gentil» devido a emitir um som mais suave, esta parece ser particularmente útil quando queremos alertar o condutor à nossa frente de que o semáforo já está verde, mas não queremos parecer excessivamente rudes ou apressados.

Quanto ao seu som, podem descobri-lo no vídeo que acompanha este artigo.


Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebe o seu café ou ganha coragem para começar o dia, fique a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabe responder a esta?
Qual destes modelos já ganhou o Rally de Portugal?

Mais artigos em Notícias