Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Tecnologia

Porsche tapa 106 buracos no Taycan com fita adesiva

Solução desenvolvida pela Tesa permite aumentar a produtividade e a qualidade, ao mesmo tempo que alivia o esforço dos funcionários da Porsche.

Quem compra um Porsche Taycan não os vê, mas a verdade é que o Taycan tem 143 buracos espalhados por toda a carroçaria (body in white), 106 dos quais são agora tapados com fita adesiva da Tesa.

Sim, isso mesmo. Os clientes nunca chegam a ver estes orifícios, mas eles são fundamentais para a durabilidade de cada veículo.

É por lá que o revestimento anticorrosivo escorre depois de ser aplicado. Mas depois desta etapa, os buracos precisam de ser selados para que fiquem estanques, caso contrário podem desenvolver-se bolsas de corrosão.

A NÃO PERDER: Recorde. Porsche Taycan faz uma maratona a andar de lado
porsche taycan tesa

Por norma, a solução técnica para este problema consiste em inserir uma espécie de tampas de borracha à mão precisamente ajustadas que vedam estes orifícios por completo. Mas para o Porsche Taycan a marca de Estugarda optou por uma nova solução.

Além de ser o primeiro automóvel de produção elétrico da Porsche, o Taycan passou também a ser o primeiro carro no mundo a usar uma tecnologia adesiva inovadora, onde 106 dos 143 orifícios na carroçaria passaram a ser selados com adesivos desenvolvidos pela empresa Tesa SE.

“Não devemos confundir a nossa solução adesiva com a fita adesiva Tesa, que todos conhecem dos materiais de escritório”, explica Dirk Paffe, responsável pela implementação de inovações como chefe de Planeamento de Processos da Oficina de Pintura.

RELACIONADO: O Taycan de tração traseira é uma realidade e já tem preço para Portugal

Aplicados sobre uma superfície limpa, estes adesivos revelam-se uma solução fiável e duradoura e “só podem ser removidos novamente com muito esforço”, como explica Dirk Paffe. “Eles podem suportar as tensões causadas pelo movimento do veículo e durar mais do que a vida útil do automóvel”, acrescenta.

Mas os benefícios destes adesivos desenvolvidos pela Tesa vão muito além da eficácia com que cumprem o propósito com que foram criados, pois permitem ainda aliviar o esforço dos funcionários da Porsche.

De acordo com a marca alemã, o esforço de tapar um destes buracos com uma tampa de plástico obriga a uma pressão equivalente a 7 kg feita com o polegar. Pode não parecer muito, mas quando temos que efetuar essa mesma força 3600 vezes por dia de trabalho isso torna-se extenuante.

A NÃO PERDER: Testámos o Porsche Taycan Turbo S (761 cv). Impossível descrever este carro (c/ Nuno Agonia)

Para aplicar os adesivos da Tesa, deixou de ser necessário colocá-los à mão, com a tarefa agora a ser efetuada por um robô, cuja concepção e funcionamento foi inspirado pelas máquinas de colocar etiquetas de preços nos supermercados. Uma inovação que permitiu reforçar a qualidade, produtividade, e a redução do esforço do funcionário.

Sabe responder a esta?
Qual a potência do Porsche 911 GT1 Straßenversion?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

O melhor dos anos 90: Porsche 911 GT1 Straßenversion

Mais artigos em Notícias