Indústria

Ever Given. Como um navio encalhado está a afetar a indústria e o preço dos combustíveis

O Ever Given é um porta-contentores gigante que está a bloquear o Canal do Suez, uma das principais rotas comerciais marítimas mundiais.

Já passaram três dias desde que o Ever Given da empresa Evergreen Marine, um porta-contentores de enormes dimensões — 400 m de comprimento, 59 m de largura e uma capacidade de carga de 200 mil toneladas —, perdeu potência e direção, o que o fez atravessar-se e embater numa das margens do Canal do Suez, bloqueando a passagem a todos os outros navios.

O Canal do Suez, situado no Egito, é uma das principais rotas comerciais marítimas do mundo, ligando a Europa (através do mar Mediterrâneo) à Ásia (mar Vermelho), permitindo aos navios que passam por ele poupar 7000 km de trajeto (a alternativa é contornar todo o continente africano). O bloqueio da passagem pelo Ever Given assume, assim, proporções económicas gravosas, que já o eram devido à disrupção provocada pela pandemia.

De acordo com a Business Insider, o atraso nas entregas de bens devido à passagem bloqueada do Canal do Suez, está a causar 400 milhões de dólares (aprox. 340 milhões de euros) de prejuízos à economia mundial… por hora. Estima-se que por dia passem pelo Suez o equivalente a 9,7 mil milhões de dólares (cerca de 8,22 mil milhões de euros) de bens por dia, o que corresponde à passagem de 93 navios/dia.

VEJA TAMBÉM: Tesla “imune” à pandemia bate recorde de produção e entregas em 2020
Escavadora a retirar areia para desancalhar Ever Given
Escavadora a retirar areia na tarefa para desencalhar o Ever Given © Suez Canal Authority

Como afeta a indústria automóvel e o preço dos combustíveis?

Já são perto de 300 navios que viram a sua passagem bloqueada pelo Ever Given. Desses, contam-se pelo menos 10 que transportam o equivalente a 13 milhões de barris de petróleo (o equivalente a um terço das necessidades diárias mundiais) vindos do Médio Oriente. Os efeitos sobre o preço do petróleo já se fizeram sentir, mas não tanto como o esperado — o abrandamento da economia devido à pandemia tem mantido o preço do barril em níveis baixos.

Porém, as previsões mais recentes para libertar o Ever Given e desbloquear a passagem pelo Canal do Suez não são promissoras. Pode demorar ainda vários dias ou semanas até que tal seja possível.

Previsivelmente, também a produção automóvel deverá ser afetada, com a interrupção da entrega de componentes às fábricas europeias — estes navios de carga não são mais que armazéns flutuantes, vitais para as entregas “just in time” pela qual a indústria automóvel se rege. Se o bloqueio se prolongar é de prever perturbações na produção e entrega de veículos.

A indústria automóvel já passava por um período conturbado, não só devido aos efeitos da pandemia, como à falta de semicondutores (não estão a ser produzidos em número suficiente e revela uma enorme dependência europeia de fornecedores asiáticos), que tem levado a suspensões temporárias na produção em muitas fábricas europeias.

Fontes: Business Insider, Independent.

Mais artigos em Notícias