Revelação

As primeiras imagens do renovado e hibridizado Mitsubishi Eclipse Cross

O Mitsubishi Eclipse Cross foi alvo de um restyling exterior substancial e ganha uma motorização híbrida plug-in, herdada do Outlander PHEV.

Ainda temos algumas reservas à escolha do nome do SUV da Mitsubishi, lançado no final 2017, mas também chegou o momento do Eclipse Cross ser “refrescado”, e não é difícil perceber o que mudou.

Podemos ver que os contornos gerais foram mantidos, mas há diferenças substanciais tanto à frente e, sobretudo, atrás.

De fora ficou o óculo traseiro bipartido, com o renovado Eclipse Cross a receber um novo óculo traseiro, novas óticas e um novo portão de bagageira. Todo o conjunto resulta mais agradável e mais consensual do que a solução até agora usada e, diz a Mitsubishi, permitiu também melhorar a visibilidade traseira.

VÊ TAMBÉM: Mitsubishi tem novo plano estratégico focado na Ásia. Mas o que vai acontecer na Europa?
Mitsubishi Eclipse Cross

A frente foi também reestilizada, mantendo a disposição dos vários elementos que já conhecíamos. O Dynamic Shield, que serve de elemento de identificação visual da marca, evoluiu na sua aparência, mas é são as partes relativas à iluminação que ganham destaque.

Apesar de manter a lógica bipartida, as óticas no topo passam apenas a servir como luzes diurnas, enquanto os faróis propriamente ditos são reposicionados no nicho mais abaixo.

Mitsubishi Eclipse Cross

Saltando para o interior, o novo ecrã central tátil de 8″ é a principal diferença. Cresceu, ganhou botões de atalho e está mais próximo do condutor para facilitar o seu uso — o touchpad que anteriormente servia para navegar no sistema de infoentretenimento deixa de existir, libertando espaço na consola central para mais arrumações.

VÊ TAMBÉM: 11 anos depois Mitsubishi desliga a ficha ao i-MIEV

Híbrido plug-in é novidade

Por baixo do capô a principal novidade reside na adição de uma motorização híbrida plug-in, herdada do Outlander PHEV, durante vários anos, o modelo híbrido plug-in mais vendido na Europa.

Mitsubishi Eclipse Cross

Isto significa que o Eclipse Cross PHEV vem com dois motores elétricos (um à frente e outro atrás, garantindo tração às quatro rodas), além do 2,4 l MIVEC, o motor de combustão interna. A transmissão fica a cargo de uma caixa de velocidades de engrenagens planetária, mas com apenas uma relação.

De momento ainda não foram avançados valores para a autonomia elétrica homologada.

De resto, o Mitsubishi Eclipse Cross mantém o motor a gasolina de 1.5 l MIVEC turbocomprimido e de injeção direta que já conhecíamos.

Quando chega?

O renovado Mitsubishi Eclipse Cross chegará em primeiro lugar à Austrália e Nova Zelândia, já em novembro, seguido do Japão ainda em 2020 e à América do Norte (EUA e Canadá) durante o primeiro trimestre de 2021. E o “Velho Continente”?

Apesar de alguns relatos que chegaram a indicar o congelamento do lançamento de novos Mitsubishi na Europa, a Razão Automóvel contatou a Mitsubishi em Portugal que nos confirmou que o Eclipse Cross PHEV será lançado no mercado nacional, mas ainda sem conseguir precisar quando tal acontecerá.

Mais artigos em Notícias