Elétricos

ACEA. Vendas de elétricos crescem mais que o número de pontos de carregamento

A ACEA – Associação Europeia dos Construtores Automóveis — diz que os pontos de carregamento não estão a acompanhar a procura de veículos elétricos na Europa.

Apesar do seu crescimento, as infraestruturas de carregamento de veículos elétricos (VE) disponíveis na União Europeia são insuficientes para a forte procura de VE. Além de serem insuficientes, os pontos de carregamento não estão distribuídos uniformemente pelos estados-membros.

Estas são as principais conclusões de um estudo anual da ACEA – Associação Europeia dos Construtores Automóveis — que avalia o progresso das infraestruturas e incentivos necessários para promover o crescimento de veículos eletrificados no mercado europeu.

A procura por veículos elétricos na Europa aumentou 110% nos últimos três anos. Durante este período, no entanto, o número de pontos de carregamento cresceu apenas 58% – o que demonstra que o investimento nas infraestruturas não está a acompanhar o crescimento de vendas de veículos elétricos no velho continente.

VÊ TAMBÉM: Querem mais elétricos nas estradas? Reforcem a rede de carregamento
União Europeia

De acordo com Eric-Mark Huitema, diretor-geral da ACEA, esta realidade é “potencialmente muito perigosa”. Porquê? Porque “a Europa poderia chegar a um ponto em que o crescimento da venda de veículos elétricos pararia se os consumidores chegassem à conclusão de que não há pontos de carregamento suficientes para satisfazerem as suas necessidades de viagem”, diz.

Atualmente, um em cada sete pontos de carregamento na Europa é um carregador rápido (28 586 PCR com capacidade igual ou superior a 22 kW). Ao passo que os pontos de carregamento normais (potência de carregamento inferior a 22 kW) representam 171 239 unidades.

Outra das conclusões deste estudo da ACEA indica que a distribuição das infraestruturas de carregamento na Europa não é uniforme. Quatro países (Países Baixos, Alemanha, França e Reino Unido) possuem mais de 75% dos pontos de carregamento elétricos na Europa.


Consulta a Fleet Magazine para mais artigos sobre o mercado automóvel.

Mais artigos em Notícias