Vídeo

Mudar um pneu é difícil? Então experimenta fazer um “pit stop” em gravidade zero

Quanto tempo demoraria a fazer um "pit stop" em gravidade zero? A Aston Martin Red Bull Racing dá-te a resposta a essa pergunta neste vídeo.

Depois de este ano ter batido não uma, não duas, mas três vezes o recorde do pit stop mais rápido (atualmente este situa-se nos 1,82s alcançados no GP do Brasil), a Aston Martin Red Bull Racing decidiu colocar à prova as capacidades da sua equipa de boxes num desafio inédito.

Assim, depois de já terem provado que são os mais rápidos a trocar pneus enquanto têm os pés bem assentes na terra, os membros da Aston Martin Red Bull Racing tiveram de provar que também o conseguem fazer no ar e… com gravidade zero!

Tendo em conta a exigência do desafio, a Aston Martin Red Bull Racing baixou um pouco a fasquia do tempo da pit stop, apontando os 20s como o tempo a alcançar.

VÊ TAMBÉM: Valentino Rossi na Fórmula 1. A história completa
Red Bull pit stop © Denis Klero / Red Bull
Não estás a ver mal, é mesmo um carro de Fórmula 1 de “pernas para o ar” num ambiente de gravidade zero.

Como foi feito?

Como é óbvio, para fazer este pit stop em gravidade zero a Aston Martin Red Bull Racing não enviou um carro de F1, uma série de membros da sua equipa e ainda uma equipa de filmagem para o espaço.

Em vez disso, a equipa de Fórmula 1 recorreu a um Ilyushin Il-76 MDK, um avião usado para treinar os astronautas russos. Este, ao fazer uma série de parábolas, consegue oferecer a quem vai a bordo a sensação de estar num ambiente sem gravidade durante cerca de 22s.

VÊ TAMBÉM: Aston Martin não resiste à “febre” SUV e apresenta novo DBX

Quanto ao carro usado para fazer esta proeza, o escolhido foi o RB1 de 2005 e não o usado este ano. A razão por detrás desta decisão foi simples: é mais estreito que o carro usado esta época pela Aston Martin Red Bull Racing, e naquele contexto, todo o espaço extra era bem vindo.

VÊ TAMBÉM: Encontrar os campeões de Fórmula 1 do futuro sai caro, muito caro
© Denis Klero / Red Bull
Apesar de a decoração ser a do carro usado esta época, o exemplar utilizado foi um RB1 de 2005.

Para além disso, como é um exemplar usado em eventos promocionais, o RB1 conta com eixos reforçados (uma mais valia quando o carro vai andar, literalmente, no ar).

Quanto ao tempo que demorou cada pit stop em gravidade zero, tendo em conta que a Red Bull afirma que cada filmagem durou cerca de 15s, esta não deve ter andado muito longe desse tempo, conseguindo assim bater a meta de tempo estabelecida de 20s.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do McLaren Elva?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

McLaren Elva. Roadster extremista onde até o para-brisas é opcional

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos