EUA

Mercedes-AMG G 65 é demasiado rápido… em marcha-atrás

Ora aqui está um recall insólito! Nos EUA, os Mercedes-AMG G 65 Final Edition vão ter de ir à oficina. Porquê? São demasiado rápidos em marcha-atrás!

A decisão teve origem na Autoridade Norte-americana de Segurança Rodoviária (NHTSA), que terá instado a Mercedes-Benz USA a chamar às oficinas todas as unidades do Mercedes-AMG G 65 Final Edition vendidas no país.

De acordo com a NHTSA, o modelo em questão, equipado de série com um V12 twin-turbo, consegue atingir os 26 km/h, quando em marcha-atrás. Velocidade a que, salienta a mesma entidade, “o veículo pode tornar-se instável, correndo mesmo o risco de capotar e tornar-se um sério risco para a integridade física dos ocupantes”.

Quanto à “reparação”, não podia ser mais fácil: os concessionários oficiais da Mercedes apenas terão de fazer uma atualização do software da centralina, limitando a velocidade quando em marcha-atrás.

RELACIONADO: Mercedes-AMG C 63 renovado já tem preços para Portugal

A intervenção, que não deverá demorar mais de uma hora, tem como alvo as unidades Mercedes-AMG G 65 Final Edition produzidas entre 6 de setembro e 10 de outubro, e comercializadas apenas nos Estados Unidos da América. Pormenor que, acrescente-se, limita esta chamada às oficinas a apenas 20 unidades.

Mercedes-AMG G65 Final Edition

Uma despedida em grande

Ainda sobre este Mercedes-AMG G 65 Final Edition, importa referir que se trata da última edição especial, de produção limitada a apenas 65 unidades, criada em despedida da anterior geração dos absurdos, mas intrigantes, Classe G, com mão da AMG. O preço nos EUA, deste G 65, atingia os 368 mil dólares, perto de 312 mil euros.

Impulsionado por um V12 6.0 l a debitar 630 cv de potência e 991 Nm de binário, ao qual se junta uma caixa automática de sete velocidades, responsável por direcionar todo o poder de fogo para as quatro rodas, o G 65 Final Edition consegue prestações de verdadeiro desportivo, impróprias para um veículo conhecido pelas capacidades fora-de-estrada, com acelerações dos 0 aos 96 km/h em apenas 5,1s e uma velocidade máxima limitada eletronicamente a 230 km/h — considerando a razão desta recolha, percebe-se a velocidade limitada a um valor “baixo”…

Mercedes-AMG G65 Final Edition

Disponível nos Estados Unidos apenas através de alguns concessionários pré-selecionados, quase metade da produção fixada (30 unidades), acabou por ficar em solo americano.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Qual a arquitetura do motor do Pagani Huayra?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Pagani Huayra “L’Ultimo”. Será mesmo o último?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos