Lançamento

BMW X5. Nova geração chega em novembro repleta de tecnologia

No mesmo dia em que a Audi apresentou o Q8, a rival BMW deu a conhecer a nova geração daquele que é um dos SUV de maior sucesso na marca de Munique: o BMW X5.

Com arranque da comercialização agendado já para o próximo mês de novembro, a quarta geração do BMW X5 mantém o corpo de proposta familiar, embora registando um crescimento em todas as dimensões: +36 mm em comprimento, para os 4,92 m; +66 mm em largura, para os 2,0 m; +19 mm em altura, para os 1,74 m e +42 mm em distância entre eixos para os 2,97 m.

A par do aumento das dimensões, também apresenta-se com um estilo mais agressivo, abrangendo ambas as linhas de equipamento disponibilizadas, seja ela a xLine, ou o M Sport.

Entre as alterações, destaca-se o duplo rim de maiores dimensões e as óticas traseiras de horizontais. Os faróis dianteiros adaptativos passam a ser de série (ou então iluminação Laser, em opção), e jantes em liga leve têm entre as 18 e 22 polegadas — é o primeiro BMW a exibir rodas de 22” —, mas mantém a funcionalidade oferecida por um portão traseiro bi-partido, de acionamento elétrico.

E no interior?

Novidade no interior do habitáculo do novo Sports Activity Vehicle (SAV), dois ecrãs 100% digitais a cores de 12,3″ — um como painel de instrumentos, por detrás do volante, e outro, enquanto parte do sistema de informação e entretenimento, também ele evoluído. Sendo que, a contribuir para o conforto, os bancos dianteiros têm não apenas ajustes elétricos, como sistema de aquecimento.

Para quem deseje um ambiente mais exclusivo, a possibilidade de integrar ainda sistema de massagens e de ventilação nos bancos dianteiros, pega da caixa de velocidades com aplicações em vidro, além de um sistema de som Bowers&Wilkins com 20 saídas e 1500 W de potência.

Também disponível, uma opcional terceira fila de bancos, a somar a uma capacidade de carga na bagageira que pode variar entre os 645 e os 1860 litros.

Motores: grandes e potentes, para começar

Falando de motorizações, os clientes vão poder escolher, de início, entre quatro propulsores, todos eles acoplados a tração integral permanente xDrive: dois seis cilindros 3.0 em linha Diesel com 265 e 400 cv de potência, comercialmente designados como X5 xDrive30d e X5 xDrive50d, além de um seis cilindros 3.0 a gasolina de 340 cv, intitulado X5 xDrive40i, e um novo V8 a gasolina com 462 cv, denominado X5 xDrive50i, o qual, no entanto, não será comercializado na Europa.

Todos os propulsores surgem, de série, com caixa automática de oito velocidades e tracção integral permanente, existindo ainda a possibilidade de acoplamento de um diferencial traseiro autoblocante.

Conforto é preocupação… e certeza

Em prol da salvaguarda do conforto, uma suspensão com amortecedores adaptativos de série, que, no entanto, podem ser trocados por uma opcional suspensão Profissional Adaptativa M com barras estabilizadoras ativas e rodas traseiras direcionais. Ou então, por uma suspensão adaptativa a ar, com a mais-valia de permitir o elevar ou baixar da carroçaria, num máximo de 4 cm.

Igualmente a favorecer a condução, um conjunto de sistemas de ajuda ao condutor, tais como a monitorização do ângulo traseiro, alerta de transposição involuntária da faixa de rodagem, aviso de pré-colisão à frente e atrás, alerta de peões, e travagem de emergência em cidade.

No caso de inclusão do pacote Active Driving Assistant Profissional, a garantia ainda do sistema de apoio em trânsito congestionado (Traffic Jam Assist), manutenção na faixa de rodagem (Lane Keeping Assist), mudança automática de faixa de rodagem (Automatic Lane Changing) e ajuda à evasão da colisão (Collision Evasion Aid) com apoio na direção.

RELACIONADO: BMW X5 M chega aos 700cv com a ajuda da G-Power

O primeiro SAV BMW com pack Off-Road

O novo SUV, ou SAV (Sport Activity Vehicle) em linguagem BMW, é também o primeiro do género, na marca alemã, a ser proposto com um opcional pack Off-Road, sinónimo da já referida suspensão adaptativa a ar em ambos os eixos, proteções inferiores à frente e atrás, instrumentação específica, além de mais quatro modos de condução específicos, selecionáveis através de um simples botão.

Estes permitem adequar a altura da carroçaria, a resposta do sistema de tração integral e do DSC, a atuação da transmissão e a resposta do acelerador, ao tipo de piso selecionado — seja ele areia, rochas, gravilha ou neve.

Chega em novembro

A quarta geração do BMW X5 deverá entrar em comercialização ainda este ano, mais precisamente durante o próximo mês de novembro, com preços que só deverão ser conhecidos mais perto da data de chegada aos concessionários.

Sabes responder a esta?
Qual a capacidade da bagageira do Audi Q8?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Audi Q8 apresentado. Anti-X6 já chegou!
Em cheio!!
Vai para a próxima pergunta

ou lê o artigo sobre este tema:

Audi Q8 apresentado. Anti-X6 já chegou!

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos