Eventos

Foi assim que a Sportclasse assinalou os 70 anos da Porsche

Mais de uma centena de entusiastas da Porsche juntaram-se para a XXI Tertúlia Sportclasse. Um evento que nesta edição pretendia assinalar os 70 anos da Porsche mas que acabou por ser muito mais do que isso.

Inesquecível. Foi a expressão que mais se ouviu no final da XXI Tertúlia Sportclasse. Um edição que contou com a presença de mais de uma centena de clientes da Sportclasse e entusiastas da Porsche.

Uma afluência acima das expectativas da organização mas justificável, tendo em consideração o painel de luxo que a Sportclasse reuniu, sob a moderação de Ricardo Grilo, comentador desportivo e um dos dinamizadores do evento.

Um concentrado Porsche

Numa tertúlia marcada pela boa disposição, ouviram-se durante mais de três horas, histórias (na maioria desconhecidas) que marcaram os bastidores de alguns dos bonitos capítulos da marca alemã em Portugal. Dos ralis à velocidade, sem esquecer as primeiras aventuras lusas fora do país ao volante dos modelos de Estugarda.

XXI TERTULIA Sportclasse
A Sportclasse foi pequena para tantos convidados.

Filipe Fernandes (Fifé), navegador do piloto Fernando Silva que foi campeão de ralis com um Porsche 911; Carlos Palma, piloto de testes da BMW e que correu com um Porsche 944 Turbo Cup no Nurburgring; Mário Silva, histórico piloto Porsche em Portugal; Domingos Santos, outro histórico piloto com uma carreira ligada à Porsche; e Pedro Mello Breyner, que em 1996 inaugurou a presença lusa nas 24 Horas de Le Mans ao volante de um Porsche 911 GT2. Em suma, um painel com muitas histórias e experiências para contar e partilhar.

A memória de Carlos Rodrigues, Campeão Nacional de Velocidade (1991) e Campeão Nacional de Clássicos (1999 a 2001), que faleceu no passado mês maio, não foi esquecida. Tendo recebido uma calorosa salva de palmas de todos os presentes.

XXI TERTULIA Sportclasse
A moderação esteve a cargo de Ricardo Grilo, comentador desportivo e um dos organizadores da tertúlia.

No meio de tantos nomes ligados à Porsche, houve espaço para mais um nome sonante dos ralis em Portugal: Rui Madeira, Campeão do Mundo de Ralis (Grupo N). Rui Madeira revelou à plateia, entre sorrisos, que sempre ambicionou correr num Porsche, algo que até à data ainda não conseguiu concretizar. Ao fundo, ouviu-se Jorge Nunes, proprietário da Sportclasse, a retorquir: “ainda estás a tempo”.

Porsche, Porsche, Porsche

Se no espaço reservado à tertúlia não faltavam motivos de interesse, no restantes espaço da Sportclasse também não. Todos os presentes puderam contemplar a extensa coleção de modelos Porsche da Sportclasse.

Das dezenas de modelos Porsche em exposição destacamos o Porsche 911 2.4 S com que Américo Nunes venceu o seu último rali à geral, o Porsche 935 A4 Almeras que foi vice-campeão europeu de rampas e, finalmente, a réplica do Porsche 911 (993) GT2 com que os irmãos Mello Breyner tentaram a qualificação nas 24 Horas de Le Mans em 1996.

Tudo isto num espaço que reúne mais de 30 modelos Porsche. Desde o modelo 356 ao mais recente 911 (991.2).

XXI TERTULIA Sportclasse
Jorge Nunes e Pedro Mello Breyner junto da réplica do GT2 com que os irmãos Mello Breyner correram.

Porsche Carrera 6. A grande surpresa

O final da XXI Tertúlia Sportclasse reservava um momento que ficará certamente na memória de todos os presentes.

Após mais de 10 anos de restauro, a Sportclasse apresentou um Porsche Carrera 6 com as cores e decoração que Américo Nunes usou no Circuito de Vila Real em 1972, ano em que se sagrou Campeão Nacional de Velocidade — um título ao qual devemos somar mais oito títulos de Campeão Nacional de Ralis.

O momento em que Jorge Nunes, filho de Américo Nunes, surgiu ao volante do Carrera 6:

Estima-se que apenas tenham sido produzidas 65 unidades do Porsche Carrera 6. A unidade nas imagens foi restaurada na famosa Rua Maria Pia, a rua lisboeta que alguém disse um dia ter «perfume a Porsche». Sem dúvida, um dos mais importantes trabalhos de restauro deste especialista independente Porsche.

XXI TERTULIA Sportclasse
Mais de 20 leitores da Razão Automóvel também tiveram oportunidade de participar.

Mais sobre o Porsche Carrera 6

O Porsche Carrera 6 iniciou a sua carreira a vencer, alcançando a vitória na categoria sport-protótipos até 2.0 litros (6º lugar à geral) nas 24 Horas de Daytona. Uma vitória repetida nas 12 Horas de Sebring e nos 1000 km de Monza, Spa e Nürburgring.

Na lendária Targa Florio o Porsche Carrera 6 também obteve uma inesperada vitória através de uma equipa semi-privada, frente à temível armada oficial de sport-protótipos da Ferrari.

Mas de todos este títulos e vitórias, o resultado mais importante talvez tenha sido o 4º lugar à geral nas 24 Horas de Le Mans, naquele que foi o ano de estreia do Porsche Carrera 6.

Como sabemos, 1966 foi um dos anos de hegemonia dos Ford GT40, que ocuparam nesse ano os três lugares cimeiros da classificação. Mas o pequeno Porsche Carrera 6 com o seu motor flat-six de apenas 2 litros de capacidade conseguiu os 4-5-6-7º lugares logo atrás dos poderosos V8 americanos.

O título alcançado por Américo Nunes em 1973 poderá ter sido o último da carreira do Porsche Carrera 6.

Há quem defenda que foi este importante resultado que abriu caminho para os lendários Porsche 917 e subsequentes vitórias da Porsche na mítica prova francesa. O resto é história… 70 anos de história. #sportscartogether

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos