Apresentação

Porsche Cayenne E-Hybrid. Mais potente e com maior autonomia elétrica

O sucesso do Panamera E-Hybrid é inquestionável, com esta versão a corresponder a 50% das vendas do modelo. Conhecerá o novo Porsche Cayenne E-Hybrid igual sucesso?

É precisamente do Panamera E-Hybrid que o novo Porsche Cayenne E-Hybrid recebe o seu grupo motriz. Ou seja, a combinação do 3.0 V6 Turbo com 340 cv com um motor elétrico de 136 cv. O resultado é uma potência combinada de 462 cv e 700 Nm de binário máximo — disponível logo ao ralenti.

A transmissão às quatro rodas é efetuada através da caixa de oito velocidades automática, que já conhecemos dos outros Cayenne, com a embraiagem de desacoplamento a ser operada agora através de um sistema eletromecânico, garantindo tempos de resposta mais rápidos.

A marca alemã promete consumos combinados entre os 3,4 e os 3,2 l/100 km (diferenças justificadas pelas dimensões distintas das rodas disponíveis) e emissões entre as 78 e as 72 g/km, ainda segundo o ciclo NEDC — esperem números mais elevados e realistas sob o ciclo WLTP.
Porsche Cayenne E-Hybrid

Consumos baixos só com eletrões

Naturalmente, para alcançar consumos tão baixos como estes, só é possível devido à possibilidade de nos podermos deslocar em modo 100% elétrico — até 44 km de autonomia, mas a permitir velocidades até 135 km/h com zero emissões.

O conjunto de baterias de iões de lítio tem uma capacidade de 14,1 kWh — mais 3,1 kWh do que o predecessor — está localizado por baixo do piso da bagageira. Para carregar totalmente as baterias são precisas 7,8 horas, com uma ligação 230 V. Caso se opte pelo carregador opcional de 7,2 kW (de série são 3,6 kW), o tempo baixa para 2,3 horas. O processo de carregamento pode ser monitorizado pela Porsche Connect app.

Motor elétrico garante prestações elevadas

Os números apresentados revelam um Cayenne híbrido mais potente e capaz que o predecessor, que se reflete nas prestações. Não deixam de ser mais de 2,3 toneladas de peso, mas mesmo assim, o Porsche Cayenne Hybrid é capaz de atingir os 100 km/h em apenas 5,0s, os 160 km/h em 11,5se alcançar os 253 km/h de velocidade máxima.

Para atingir estes números, sobretudo os de aceleração, a Porsche recorreu ao mesmo sistema de impulsão do 918 Spyder, que permite que o motor elétrico seja usado em todos os modos de condução permitidos pelo Pacote Sport Chrono. Ou seja, sempre que carregamos no acelerador, os 700 Nm máximos estarão sempre disponíveis.

Mais e novas opções

O novo Porsche Cayenne E-Hybrid também adiciona novos argumentos ao SUV. Pela primeira vez está disponível um head-up display, a cores; e novas funcionalidades como o co-piloto Porsche InnoDrive — cruise control adaptativo —, bancos com massagem, para-brisas aquecido e aquecimento independente com controlo remoto.

Porsche Cayenne E-Hybrid

Por fim, e pela primeira vez num Porsche, surge a opção de jantes de 22″ — de série o Cayenne E-Hybrid vem com jantes de 19″.

Já disponível para encomenda

O novo Porsche Cayenne E-Hybrid já está disponível para encomenda no nosso país, com preços a começarem nos 97 771 euros.

Sabes responder a esta?
Qual a plataforma usada pela terceira geração do Porsche Cayenne?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Pelo Douro ao volante do Porsche Cayenne (geração E3)

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos