Tecnologia

Brembo. Sistemas de travagem do futuro serão elétricos

Diz adeus aos travões hidráulicos, o futuro é (também aqui) elétrico. Quem o diz é a famosa marca de travões Brembo, garantindo que os sistemas de travagem elétricos estão a chegar!

Numa altura em que tanto se fala de mobilidade elétrica, a Brembo revela que essa será também a tecnologia dos sistemas de travagem do futuro. Os quais acabarão, assim, por substituir definitivamente as soluções hidráulicas.

Numa entrevista recente à americana Car and Driver, Giovanni Canavotto, CEO da divisão norte-americana, não só confirmou que os travões elétricos são o futuro, como revelou que a tecnologia já está em desenvolvimento. Tudo apontando para que venha a ser comercializada muito em breve.

Os sistemas de travagem elétricos tornar-se-ão dominantes, ao longo da próxima década. Os sistemas brake-by-wire (travões remotos) garante-nos, a nós e aos construtores automóveis, uma enorme flexibilidade em termos de afinação. Há anos que os usamos na Fórmula 1. Nos carros do futuro, vão poder ser ajustados ao gosto do condutor, oferecendo sensações de acordo com as preferências, tal como acontece hoje em dia com os sistemas de modos de condução, suspensão e direção

Giovanni Canavotto, CEO da Brembo USA
RELACIONADO: Conhece os detalhes dos travões mais potentes do mundo

Construtores automóveis também na base da mudança

Outra razão que, segundo o mesmo interlocutor, contribuirá para a afirmação dos sistemas de travagem elétricos, é a vontade dos construtores automóveis eletrificarem não apenas o sistema de tração, mas toda a componente técnica das viaturas.

Travões Brembo

“A maior parte dos construtores tem demonstrado a vontade de eletrificar todos os sistemas do veículo, além da propulsão. Os sistemas Brake-by-wire não dependem de qualquer motor elétrico, não necessitando sequer de sistemas elétricos de 48V”, afirma Canavotto.

Mudança será lenta mas garantida

Já quanto à questão sobre quando é que poderemos ver tal tecnologia comercializada, o CEO da Brembo USA revela que será um processo de mudança lento, “tal como aconteceu aquando da transição dos travões de tambor, para os de disco”.

De resto, acrescenta, ainda existe bastante trabalho de desenvolvimento a fazer, nomeadamente, no domínio dos sistemas de controle, até porque “os sistemas elétricos tendem a apresentar uma caraterística do tipo ligar/desligar”.

Facto que, no entanto, não impede que apresentem grandes vantagens porque os sinais elétricos são mais rápidos e facilmente configuráveis que as soluções elétricas, além de que os sistemas by-wire “simplificam as arquiteturas dos veículos”.

Ou seja, os dias dos sistemas de travagem hidráulicos parecem, efectivamente, contados.

Sabes responder a esta?
Qual a autonomia em modo elétrico anunciada para o novo Porsche Cayenne E-Hybrid?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Porsche Cayenne E-Hybrid. Mais potente e com maior autonomia elétrica

Mais artigos em Notícias